120 iniciam cursos de qualificação profissional em Piracicaba

São Paulo, 16 de fevereiro de 2017 – “Não tem nada melhor pra fazer com meu tempo livre do que aprender. Como não consigo trabalho, faço muitos cursos”. A fala é de Katia Pereira da Silva Santos, 25 anos. Ex-funcionária de área de produção de uma multinacional automotiva, ela está desempregada há mais de um ano. Moradora de um bairro afastado do centro de Piracicaba, o São Jorge, vive com o pai – pedreiro que recentemente sofreu um acidente vascular cerebral, a mãe – que trabalha numa empresa de reciclagem, e a irmã Natália, também em busca de uma colocação.

katia

Katia: chegou às 2 da manhã para se inscrever; foi a primeira

A ex-participante do Time do Emprego, programa da Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), quer atuar na área de qualidade futuramente. É tanta gana, que foi a primeira pessoa a se inscrever para o curso de Auxiliar de Departamento Pessoal oferecido pelo Programa Estadual de Qualificação Profissional (PEQ/SERT), em parceria com a Secretaria Municipal do Trabalho e Renda (Semtre). Ela chegou às 2 da manhã no local das inscrições, que só começariam às 7h30.

As 120 vagas esgotaram às 9h30, sendo que a previsão inicial era serem mantidas abertas por dois dias, conforme explicou o titular da Semtre, Evandro Evangelista. “Recebemos a informação na quinta-feira. Criamos uma força-tarefa e comunicamos por todos os meios possíveis: pessoas que haviam participado do Time, outras que deixaram currículo, cobertura de imprensa, contatos com os sindicatos patronais e de trabalhadores.”

Katia terá como companheiros o casal Lara Caroline Garcia, 19 anos, e Pedro Henrique da Silva Machietto, 16. Ele cursa o terceiro ano do Ensino Médio, ela já concluiu; ambos já trabalharam em metalúrgicas: inspeção de peças de carros e mecânica de usinagem, respectivamente, por volta de um ano cada um. Também têm em comum o fato de estarem sempre de olho nas oportunidades de estudo e, principalmente, de emprego.

casal

O casal Pedro Henrique e Lara: aprendendo juntos

“Não consegui terminar meu curso no Senai”, contou Pedro. Mora com outras 16 pessoas, dez crianças, sendo três seus irmãos, todas cuidadas pela tia (a mãe é falecida, o rapaz não conheceu o pai biológico e não tem mais contato com o que o criou). Um tio recebe auxílio-doença, o avô é aposentado e uma tia tem uma pequena loja de roupas íntimas. É assim que a família sobrevive.

Lara, se puder, quer atuar na área administrativa, em que também já estagiou, num órgão público. Relembrar os tempos de babá “só mais pra frente”, porque o amado já fala em morar junto, casar e ter filhos. Por enquanto, pensa em ajudar a mãe, que faz peças de carro, o pai, desempregado, e a sobrinha de sete anos, que vive com eles. “A situação tá muito apertada”, confidenciou. “Esse curso surgiu numa boa hora. Fazer algo útil é sempre bom.”

Aula inaugural
O PEQ, ligado à Coordenação de Políticas de Emprego e Renda (CPER) da SERT, fez a aula inaugural em Piracicaba nesta quarta-feira (15 de fevereiro). Os cursos oferecidos na cidade são Auxiliar de Departamento Pessoal (duas turmas), Técnica de Vendas, Atendimento e Recepção. As aulas serão ministradas na Semtre até 12 de abril. A carga horária total é de 160 horas. Os participantes receberão R$ 330, entre bolsa-auxílio e vale-transporte.

Participaram da cerimônia o secretário estadual do Emprego, José Luiz Ribeiro, o prefeito Barjas Negri, o secretário municipal do Trabalho, Evandro Evangelista, os vereadores Dirceu Alves da Silva e Lair Braga, o supervisor do PEQ, Fernando Ferreira, e o assessor da SERT, Alan Cortez, além dos professores Alex Telles, Rosana Lima, Gelsa Presuto e Edmara Damiani.

todo mundoEvangelista, que até recentemente era diretor-regional da Secretaria, falou da missão recebida do prefeito quando assumiu a Pasta: qualificar as pessoas. Mesmo existindo vagas, muitas vezes não há quem possa preenchê-las.

Zé Luiz e Barjas ressaltaram a importância da parceria e relembraram que ela é antiga, da época em que o primeiro estava na Câmara de Vereadores como líder de Governo e articulou a aprovação de leis para a instalação de novas indústrias na cidade, e o outro à frente do Executivo.

“Minha defesa sempre foi a implantação de cursos técnicos, qualificação profissional, a bandeira do conhecimento. O grande desafio da humanidade se chama emprego. São mais de quatro milhões de pessoas só em São Paulo, 12 milhões no Brasil, mais do que a população de muitos países. Esse é um progama que só pode ser executado se a Prefeitura der suporte. É um dinheiro público que a gente tem de prestar contas. Então, que cada um tenha consciência em participar, respeitando professores e amigos. Fé, otimismo coragem e determinação!”, finalizou o secretário estadual.

Sobre o PEQ
O PEQ foi lançado em junho de 2008. Ele busca capacitar alunos a partir dos 16 anos de idade para aumentar suas possibilidades de inserção no mercado de trabalho. Os cursos têm carga de 160 horas. Estão divididos em habilidades gerais – com reforço do ensino básico (português, matemática, conhecimentos gerais e cidadania) – e em habilidades específicas, com aulas teóricas e práticas sobre a profissão.

A aula inaugural em Piracicaba faz parte da retomada do programa neste início de ano. Também foram iniciadas nesta data turmas nas regiões de Campinas – Araras, Campinas, Indaiatuba, Jundiaí, Monte Mor, São Pedro e Várzea Paulista; Itapeva – Itaí e Piraju; e Sorocaba – Itu. No último dia 6, elas começaram em Cajamar e Embu Guaçu (Grande São Paulo). No ano passado o programa qualificou 3.090 trabalhadores, em 18 municípios.

Assessoria de Comunicação/SERT
Texto: Adriana Rota
Fotos: Paulo Cesar Rocha