Aprendiz Paulista divulga lista de profissionais mais requisitados do ano

Administração, Mecânica e Nutrição são alguns dos cursos técnicos preferidos pelo mercado de trabalho em 2014

São Paulo, 17 de abril de 2014 – Se você pensa em frequentar uma escola técnica e ainda não escolheu o curso, o Aprendiz Paulista, do Governo do Estado de São Paulo, divulgou uma lista das profissões mais procuradas pelos empregadores no primeiro trimestre deste ano. As primeiras colocações ficaram para Administração, Logística, Mecânica, Secretariado, Informática e Nutrição.

De acordo com a Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho, o Aprendiz Paulista inseriu 353 alunos no mercado profissional nesses três primeiros meses de 2014. “O curso técnico hoje está muito valorizado, todo estudante deveria pensar seriamente em frequentar um, mesmo antes da faculdade”, aconselha o secretário do Emprego, Tadeu Morais.

Criado em 2010, o Aprendiz Paulista trabalha na intermediação de mão de obra dos estudantes dos Centros Paula Souza com as empresas cadastradas. “É uma forma muito interessante de se conseguir mão de obra qualificada, com um custo muito baixo”, afirma Morais.

Em 2013, 1.450 alunos foram contratados como aprendizes através da ação.

Ranking dos cursos técnicos do Centro Paula Souza que mais empregaram no Estado no primeiro trimestre de 2014:

CURSO QUANTIDADE DE ADMITIDOS
ADMINISTRAÇÃO 110
LOGÍSTICA 30
MECÂNICA 13
SECRETARIADO 8
INFORMÁTICA 7
NUTRIÇÃO E DIETÉTICA 6

Leandro Gouveia, supervisor do Aprendiz Paulista, afirma que o programa conquista cada vez mais empresários. “Temos 144 empresas parceiras do Aprendiz Paulista, e queremos mais. Desde a criação do programa, mais de três mil jovens conseguiram um emprego e colocaram em prática o que aprenderam em sala de aula”, afirma Gouvêia.

“A nossa meta de inserção em 2014 é dobrar o número de aprendizes contratados. Até dezembro queremos ao menos seis mil aprendizes admitidos em todas as cidades participantes do programa”, finaliza o supervisor.

Jovens no mercado

Felipe Koji, 18 anos, é estudante do segundo semestre do curso técnico de Administração, na ETEC Professor Basilides de Godoy. Desde dezembro de 2013 ele trabalha na Gran Cru, importadora de vinhos. Koji conta que colocar em prática o que aprende nas aulas é gratificante. “O que eu faço aqui acrescenta muito à minha vida. Posso desenvolver o que aprendo no curso e vejo que, se eu não estudasse, com certeza teria dificuldades em realizar as tarefas que eu faço no trabalho”.

Para João Paulo da Silva, 18 anos, estudante do segundo de Mecânica da ETEC Horário Augusto da Silva, a teoria de sala de aula é importante, mas a prática, essencial.  Ele trabalha na empresa Truck Van e reforça que a oportunidade de colocar “a mão na massa” é algo realmente importante para os futuros profissionais.

 “Trabalho com máquinas de freso e esse é meu primeiro emprego. Com certeza a função que eu exerço aqui me permite colocar tudo o que eu aprendo no curso em prática e até um pouco mais”, revela João Paulo.

Cidades contempladas

No ano passado, mais 31 cidades passaram a contar com o Aprendiz Paulista: Agudos, Altinópolis, Americana, Araçariguama, Carapicuíba, Jacareí, Mairiporã, Mococa, Novo Horizonte, Ourinhos, Pederneiras, Praia Grande, Registro, Santa Rosa de Viterbo, São Caetano do Sul, Tietê, Assis, Cubatão, São Carlos, São Vicente, Amparo, Batatais, Itanhaém, Taquarituba, Araraquara, Penápolis, São Roque, Atibaia, Cerqueira César, Monte Alto e Catanduva. Atualmente, 64 municípios são atendidos.

Mais sobre o programa

A jornada de trabalho do Aprendiz é de até oito horas, incluídas as horas destinadas às aulas teóricas e práticas. Como a contratação é em regime CLT (Consolidação das Leis do Trabalho), não há bolsa-auxílio. O aprendiz recebe salário mínimo-hora pago pelo empregador de R$ 3,29 ou, caso a empresa tenha algum acordo ou convenção coletiva para salário, ele se aplica ao aprendiz.

Para se cadastrar, o aluno deve acessar o site www.empregasaopaulo.sp.gov.br , clicar no ícone Aprendiz Paulista, criar login, senha e informar os dados solicitados.

O empresário interessado deve disponibilizar suas vagas no Emprega São Paulo/ Mais Emprego, agência de empregos pública e gratuita gerenciada pela SERT em parceria com o Ministério do Trabalho e Emprego (MTE). No site  www.empregasaopaulo.sp.gov.br, o empregador precisa também criar login, senha e preencher as informações necessárias para o cadastro.

Assessoria de Imprensa da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT)