Banco do Povo Paulista capacita 600 agentes de crédito

Antonio Mendonça, Amyr Klink, Drauzio Vitielo e o secretário Tadeu Morais (foto: Paulo Cesar Rocha)

Programa estadual reúne equipe para seminário; ocasião marcou lançamento da Escola de Microcrédito Produtivo

Com o intuito de oferecer melhor atendimento aos microempreendedores de todo o Estado, o Banco do Povo Paulista (BPP) encerrou a capacitação de 600 agentes de crédito, na tarde desta sexta-feira (28), no Club Homs. O Seminário Regional do BPP também marcou o lançamento da Escola de Microcrédito Produtivo e contou com a palestra do navegador, economista e empreendedor, Amyr Klink.

Desde terça-feira (25), a equipe do programa gerenciado pela Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT) – representada pelo secretário de Estado do Emprego, Tadeu Morais, pelo diretor-executivo do BPP, Antonio Mendonça, e pelo assessor especial do programa, Drauzio Vitielo – recebeu os responsáveis pela concessão de crédito nas atuais 514 cidades atendidas.

Além das novidades anunciadas no início desta semana pelo governador Geraldo Alckmin (redução da taxa de juros para 0,35% ao mês e ampliação do limite de crédito para até R$ 20 mil), o contínuo progresso do programa foi destacado. Prestes a alcançar 341 mil operações, o BPP tem 71 mil contratos ativos e 80 novas unidades em fase de implantação.

“Vocês (agentes de crédito do BPP) tratam diretamente com as pessoas que mais precisam. Está mais do que provado que o Banco do Povo Paulista é o principal programa de microcrédito do país e o carro-chefe da nossa secretaria, sobretudo após o anúncio da taxa de juros que podemos chamar de negativa, 4,2% ao ano”, destacou Morais. Na sequência, o titular da pasta falou sobre as linhas especiais de crédito, para mutuários da CDHU, motofretistas, taxistas e produtores rurais.

Depois de lembrar momentos recentes importantes do programa, como a premiação anual e os bônus por participação nos resultados, Mendonça não poupou elogios à “infantaria do Banco”. “O programa vive um momento único. Toda esta programação foi realizada para a valorização e o aprimoramento da atuação dos agentes de crédito”, afirmou.

Trabalho com amor; filhos empreendedores

Feliz pela oportunidade, a premiada agente de crédito de Divinolândia, Geovana Betim, 38 anos, não mede palavras para falar da satisfação em proporcionar dias melhores a pequenos empreendedores. Há oito anos no posto, a mãe de dois filhos, destaca a aproximação com os clientes como item fundamental para o sucesso na atividade. “A gente passa a conhecer a vida dos clientes, conversa, dá conselhos. Me dedico com muito amor e carinho a cada um deles, em sua maioria produtores rurais”, disse.

Antonio Mendonça celebra com a agente de crédito de Divinolândia, Geovana Betim (foto: Paulo Cesar Rocha)

Betim orgulha-se ao falar das suas premiações, as quais não contabilizou com exatidão. “Foram três ou quatro prêmios em primeiro lugar na categoria cidades de 7,5 mil a 15 mil habitantes”, sorri.

Por fim, a agente revelou que seus filhos – um de 18 e outro de 17 anos – serão, brevemente, clientes do BPP. “Eles ganharam um sítio do pai e começaram a criar gado. O (filho) de 18 anos está juntando os documentos para solicitar seu empréstimo”, encerra orgulhosa.

Fotos

Confira galeria completa do encerramento do treinamento. Clique aqui

Sobre a Escola de Microcrédito Produtivo

Os agentes receberam material completo da Escola de Microcrédito Produtivo, desenvolvida no sistema EAD (Ensino à Distância) em parceria com a Fundação Padre Anchieta, que contém duas apostilas, duas videoaulas com os temas Características Comportamentais e Avaliações de Riscos de Crédito e demais itens (pendrive, calculadora etc).

Tadeu Inácio

Assessoria de Imprensa da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT)