Banco do Povo Paulista lança linha de crédito para moradores da CDHU em Araraquara

Parceria entre SERT e Secretaria de Habitação libera R$ 105 milhões em todo o Estado desde o final de 2012. Os empréstimos podem ser usados na compra de material e pagamento de mão de obra

A Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), por meio do Banco do Povo Paulista (BPP), implanta o programa de microcrédito habitacional Casa Paulista Microcrédito/Banco do Povo Paulista na região de Araraquara, na próxima terça-feira (19). Ao todo, 18 cidades da região serão atendidas. O evento ocorre a partir das 11h, no Centro de Convenções Nelson Barbieri, localizado na Rua Ivo Magnani, s/n°, bairro Fonte. Esta será a quarta parada da caravana neste ano que já atendeu as regiões de São José do Rio Preto, Presidente Prudente e Marília. Até o final de março mais dez regiões do Estado serão contempladas.

O convênio entre SERT e Secretaria de Habitação estadual libera R$ 105 milhões para todo o Estado desde novembro do ano passado, quando houve a implantação na Capital e na Grande São Paulo. O programa é destinado aos mutuários adimplentes da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), inclusive aqueles que já quitaram o imóvel (neste caso, é necessário que o imóvel esteja em nome do requisitante). A ação objetiva oferecer empréstimos para a realização de reforma, ampliação ou adequação das moradias. A verba pode ser usada para a compra de material de construção, inclusive mão de obra, em até 50% do valor do material.

“Não se trata de um incentivo para o cidadão comprar a casa própria, mas uma ajuda importante para melhorar a condição da habitação dos moradores da CDHU”, afirma o secretário de Estado do Emprego, Carlos Ortiz. Segundo a  Secretaria de Habitação, atualmente, existem 353.932 mutuários ativos no Estado. São 451,1 mil unidades entregues. Dessas, 97,2 mil estão quitadas.

A linha especial do programa de microcrédito da SERT oferece empréstimos que variam entre R$ 200 e R$ 7,5 mil, que podem ser divididos em até 36 parcelas. A taxa de juros é de 0,5% ao mês – a menor entre as instituições financeiras do país. “Desta forma, o microcrédito concedido transformará sonhos em realidade, não apenas nas vidas dos microempreendedores, como fazemos há quase 15 anos, mas, também, dos moradores da CDHU”, comemora Antonio Mendonça, diretor-executivo do BPP.

Na região administrativa de Araraquara existem 18 agências do BPP. Estes postos, somados, emprestaram R$ 8,2 milhões aos microempreendedores em 1,6 mil operações em 2012. Serão atendidos os seguintes municípios: Américo Brasiliense, Araraquara, Boa Esperança do Sul, Borborema, Descalvado, Dobrada, Ibitinga, Itápolis, Matão, Nova Europa, Porto Ferreira, Ribeirão Bonito, Rincão, Santa Rita do Passa Quatro, São Carlos, Tabatinga, Taquaritinga e Trabiju.

A caravana pelo interior do Estado foi iniciada no último dia 05. São José do Rio Preto, Presidente Prudente e Marília receberam a equipe da SERT durante a primeira semana deste mês. Bauru (no dia 20), Araçatuba, Franca, Barretos, Ribeirão Preto, Campinas, Registro, Baixada Santista, Sorocaba e São José dos Campos serão as próximas regiões contempladas.

Como participar

Entre os requisitos para participar do programa, é preciso ser mutuário da CDHU, residir no imóvel objeto do financiamento, estar adimplente com a Companhia, ter renda familiar de até cinco salários mínimos, não possuir restrições cadastrais e apresentar fiador (pessoa física sem restrições cadastrais, pode ser parente de primeiro grau, desde que não resida no mesmo endereço do tomador). O requerente deve apresentar RG, CPF, comprovante de residência e cópia do pagamento.

O interessado no financiamento deverá comparecer na unidade do BPP munido de RG, CPF, comprovante de residência, cópia do contrato ou dos três últimos pagamentos da CDHU, do comprovante de rendimento e um orçamento do que deseja adquirir.

Após a liberação do dinheiro, o mutuário deverá apresentar as notas fiscais que comprovem a utilização dos recursos na finalidade proposta até 30 dias após a liberação dos recursos. O vencimento da primeira parcela se dará 30 dias após a assinatura do contrato.