Banco do Povo Paulista lança linha de crédito para moradores da CDHU em Presidente Prudente

O microcrédito da SERT pode ser usado na compra de material e pagamento de mão de obra. Até o final de março, a caravana visitará 14 regiões do Estado

A Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), por meio do Banco do Povo Paulista (BPP), implanta o programa de microcrédito habitacional Casa Paulista Microcrédito/Banco do Povo Paulista em toda a região de Presidente Prudente, na próxima quarta-feira (06). O evento ocorre a partir das 11h, na sede do Sindietanol, Rua Estevan Peres Bomediano, 79.

Desenvolvido em parceria com a Secretaria de Estado da Habitação, o programa é destinado aos mutuários adimplentes da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), inclusive aqueles que já quitaram o imóvel (neste caso, é necessário que o imóvel esteja em nome do requisitante).

“Não se trata de um incentivo para o cidadão comprar a casa própria, mas uma ajuda importante para melhorar a condição da habitação dos moradores da CDHU”, afirma o secretário de Estado do Emprego, Carlos Ortiz. Segundo a Companhia, atualmente existem 353.932 mil mutuários ativos. São 451,1 mil unidades entregues. Dessas, 97,2 mil já estão quitadas.

Entenda a parceria entre a SERT e a CDHU

O programa de microcrédito da SERT oferecerá empréstimos que variam entre R$ 200 e R$ 7,5 mil, que podem ser divididos em até 36 parcelas, usados para pagar até 50% do material. A taxa de juros é de 0,5% ao mês – a menor entre as instituições financeiras do país. “Desta forma, o microcrédito concedido transformará sonhos em realidade, não apenas nas vidas dos microempreendedores, como fazemos há quase 15 anos, mas, também, dos moradores da CDHU”, comemora Antonio Mendonça, diretor-executivo do BPP.

Na região administrativa de Presidente Prudente, por exemplo, existem 41 agências do BPP. Somente em 2012, foram emprestados mais de R$ 9,6 milhões aos microempreendedores em 1.777 operações.

 Serão atendidos na caravana do BPP à região de Prudente os seguintes municípios: Adamantina, Álvares Machado, Anhumas, Caiuá, Dracena, Flora Rica, Flórida Paulista, Iepê, Indiana, Inúbia Paulista, Irapuru, Junqueirópolis, Lucélia, Martinópolis, Mirante do Paranapanema, Monte Castelo, Nantes, Narandiba, Nova Guataporanga, Osvaldo Cruz, Ouro Verde, Pacaembu, Panorama, Paulicéia, Piquerobi, Pirapozinho, Pracinha, Presidente Bernardes, Presidente Epitácio, Presidente Prudente, Presidente Venceslau, Rancharia, Regente Feijó, Salmourão, Santa Mercedes, Santo Anastácio, Santo Expedito, Taciba, Tarabai, Teodoro Sampaio e Tupi Paulista.

Além de Presidente Prudente, as regiões administrativas de São José do Rio Preto (contemplada com uma agência do BPP no último dia 5), Marília, Araraquara, Bauru, Araçatuba, Franca, Barretos, Ribeirão Preto, Campinas, Registro, Baixada Santista, Sorocaba e São José dos Campos receberão as visitas de Ortiz e Mendonça até o final de março.

Como participar

Entre os requisitos para participar do programa, é preciso ser mutuário da CDHU, residir no imóvel objeto do financiamento, estar adimplente com a Companhia, ter renda familiar de até cinco salários mínimos, não possuir restrições cadastrais e apresentar fiador (pessoa física sem restrições cadastrais, que pode ser parente de primeiro grau, desde que não resida no mesmo endereço do tomador).

O requerente do empréstimo do BPP deverá apresentar RG, CPF, comprovante de residência e cópia do pagamento da prestação do CDHU na agência de microcrédito.