Banco do Povo Paulista lança linha de crédito para moradores da CDHU em SJRP

Programa de microcrédito da SERT pode ser usado na compra de material e pagamento de mão de obra. Até o final de março, caravana chega a 14 regiões do Estado

A Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), por meio do Banco do Povo Paulista (BPP), inicia a caravana de implantações do programa de microcrédito habitacional Casa Paulista Microcrédito/Banco do Povo Paulista. São José do Rio Preto será a primeira das 14 regiões contempladas. A cerimônia ocorre a partir das 11h da próxima terça-feira (05), no Auditório Abreu Sodré (9º andar) da Prefeitura local, que fica localizada na Avenida Alberto Andaló, 3030.

Desenvolvido em parceria com a Secretaria de Estado da Habitação, o programa é destinado aos mutuários adimplentes da Companhia de Desenvolvimento Habitacional e Urbano (CDHU), inclusive aqueles que já quitaram o imóvel (neste caso, é necessário que o imóvel esteja em nome do requisitante). O objetivo da ação é oferecer empréstimos para a realização de reforma, ampliação ou adequação das moradias. A verba pode ser usada para a compra de material de construção, inclusive mão de obra, em até 50% do valor do material.

“Não se trata de um incentivo para o cidadão comprar a casa própria, mas uma ajuda importante para melhorar a condição da habitação dos moradores da CDHU”, afirma o secretário de Estado do Emprego, Carlos Ortiz.

O programa de microcrédito da SERT oferecerá empréstimos que variam entre R$ 200 e R$ 7,5 mil, que podem ser divididos em até 36 parcelas. A taxa de juros é de 0,5% ao mês – a menor entre as instituições financeiras do país. “Desta forma, o microcrédito concedido transformará sonhos em realidade, não apenas nas vidas dos microempreendedores, como fazemos há quase 15 anos, mas, também, dos moradores da CDHU”, comemora Antonio Mendonça, diretor-executivo do BPP.

Na região administrativa de São José do Rio Preto, por exemplo, existem 62 agências do BPP. Somente em 2012, foram aproximadamente R$ 18,5 milhões emprestados aos microempreendedores em 3.396 operações.

Além de São José do Rio Preto, as regiões de Presidente Prudente, Marília, Araraquara, Bauru, Araçatuba, Franca, Barretos, Ribeirão Preto, Campinas, Registro, Baixada Santista, Sorocaba e São José dos Campos receberão as visitas de Ortiz e Mendonça até o final de março.

Como participar

Entre os requisitos para participar do programa, é preciso ser mutuário da CDHU, residir no imóvel objeto do financiamento, estar adimplente com a Companhia, ter renda familiar de até cinco salários mínimos, não possuir restrições cadastrais e apresentar fiador (pessoa física sem restrições cadastrais – pode ser parente de primeiro grau, desde que não resida no mesmo endereço do tomador). O requerente deve apresentar RG, CPF, comprovante de residência e cópia do pagamento.

Serão atendidos na região os seguintes municípios: Adolfo, Álvares Florence, Américo de Campos, Ariranha, Aspásia, Bady Bassitt, Bálsamo, Cardoso, Catanduva, Cedral, Cosmorama, Dolcinópolis, Elisiário, Fernandópolis, Guapiaçu, Guarani d’Oeste, Ibirá, Icém, Indiaporã, Itajobi, Jaci, Jales, José Bonifácio, Macedônia, Mendonça, Mesópolis, Mira Estrela, Mirassol, Monte Aprazível, Neves Paulista, Nipoã, Nova Canaã Paulista, Nova Granada, Novo Horizonte, Ouroeste, Palmares Paulista, Paranapuã, Paulo de Faria, Pindorama, Planalto, Pontalinda, Pontes Gestal, Populina, Potirendaba, Riolândia, Rubinéia, Santa Adélia, Santa Clara d’Oeste, Santa Fé do Sul, Santa Rita d’Oeste, Santa Salete, São José do Rio Preto, Sebastianópolis do Sul, Tabapuã, Tanabi, Três Fronteiras, Ubarana, Uchôa, Urânia, Valentim Gentil, Votuporanga e Zacarias.

Mais informações sobre o Banco do Povo Paulista

O BPP é o programa de microcrédito produtivo desenvolvido pelo Governo do Estado de São Paulo, através da SERT, em parceria com as prefeituras, que visa promover geração de emprego e renda. O Banco oferece financiamentos para empreendedores de micros e pequenos negócios, para capital de giro e investimento fixo, como forma de viabilizar o desenvolvimento social/econômico local e geração de renda.

Em 14 anos de operação, o BPP concedeu mais de R$ 1,060 bi em empréstimos, em 300 mil operações. O progresso do programa é ratificado pelos números. No ano de 2012, as cifras emprestadas superaram R$ 192,9 milhões, em 36,7 mil operações. Isso resultou no crescimento de 14,4% no número de operações e 45,3% no valor dos recursos na comparação com 2011.

Atualmente, o BPP está presente em 484 municípios, com 499 unidades instaladas. Recentemente, o programa também disponibilizou linhas de crédito exclusivas aos motofretistas e taxistas do Estado.

Conheça mais sobre o BPP e demais programas da SERT:

www.emprego.sp.gov.br

www.bancodopovo.sp.gov.br