Banco do Povo Paulista possibilita a realização de sonhos

Há quase dois anos, o especialista em autopeças Reinaldo Siqueira, 44, teve uma ideia. Morador do Jardim Norma, zona leste da Capital, desde que nasceu, queria saber como produzir capas para celular e comprou um molde para o seu. Naquele momento, mal sabia ele o que o futuro o reservava.

28206920421_58085d9376_o

“Boró”, como é conhecido, passou a sonhar com vôos mais altos. Começou a produzir capinhas para amigos e parentes. Com o tempo, começou a investir em mais máquinas e moldes e vender as capas para lojistas. Era o começo de um grande projeto.

“Eu percebi que o mercado estava cometendo diversos erros. Trabalhei em cima deles para alavancar o meu negócio”, disse Reinaldo, que abriu a “Boró Brindes”. Sua ‘fábrica’ fica no seu próprio quarto. Suas irmãs, Andreia e Valéria, são as assistentes. A linha de produção conta com mais outros dois funcionários que, além das capas, fazem outros artigos como canecas, mochilas e squeezes.

28206917161_ffb8d0b24a_o

Em janeiro de 2015, Boró (como gosta de ser chamado) solicitou um empréstimo ao Banco do Povo Paulista. Com o valor solicitado, investiu no capital de giro e viu seu empreendimento crescer. Atualmente, possui mais de mil clientes e quer expandir sua linha de atuação. “Em oito minutos, conseguimos fazer uma capa de celular. É muito rápido!”, explica. “Estamos iniciando agora o trabalho com estampas em camisetas”.

Satisfeito com os resultados obtidos em seu primeiro empréstimo, Boró fez questão de realizar um segundo, feito em março deste ano. Com o investimento, está com um projeto de expansão da ‘fábrica’, em sua própria casa. “Aqui é melhor para mim. Não preciso pagar um aluguel alto em outro lugar e ainda consigo controlar de perto aquilo que a gente produz”, diz.

28206918011_903cb97450_o

Com muita dedicação, somada a uma pitada de sagacidade, Boró conseguiu mudar sua vida. Após trinta anos trabalhando na área de mecânica (os quatro últimos tendo sua própria loja), hoje está firme em seu empreendimento e consegue motivar até seu filho pequeno a ajudar nas “pequenas coisas”. Esse é o objetivo do BPP. “Ajudar pessoas a alavancar suas vidas.”

Gabriel Luna
Assessoria de Imprensa da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT/SP)