Capacitação profissional na Baixada Santista

As ofertas de emprego aumentaram, segundo os indicadores econômicos, mas há muita gente sem trabalho por falta de qualificação profissional e de estudos.

Em nosso Estado, o governo estadual investiu muito na rede estadual de ensino, com destaque para a oferta de cursos profissionalizantes, em uma ampla rede de Escolas Técnicas (ETCs) e Faculdades de Tecnologia (FATECs).

O País também avançou na Educação desde a universalização do ensino fundamental. Entretanto, há ainda uma parcela da população acima de 30 anos e baixo nível de escolaridade, com dificuldade de encontrar emprego.

Por outro lado, o crescimento da economia vem demandando profissionais especializados e há uma espécie de apagão de mão de obra em determinados setores. Para dar conta das necessidades de investimentos presentes e futuras é preciso formar novos profissionais e qualificar a mão de obra disponível. Esse é um desafio encarado como prioritário pelo Governo do Estado.

Na Baixada Santista há toda a movimentação gerada em torno da exploração da camada do pré-sal na Bacia de Santos. Nos municípios da região estimam-se investimentos da ordem de US$ 200 bilhões nos próximos cinco anos, feitos pela Petrobrás e empresas privadas, tanto no pré-sal como em outras áreas onde já há produção de petróleo.

São investimentos em estradas, ampliação de aeroportos (em Guarujá e Itanhaém) e do porto de Santos. Só neste último estão previstos o emprego de recursos da ordem de US$ 6 bilhões.  Em geral, calcula-se que serão criados 10 mil empregos diretos nos próximos, sem contar os indiretos.

A Secretaria de Emprego e Relações do Trabalho vem identificando nas regiões do Estado quais são as principais demandas por cursos profissionalizantes. Este é trabalho conjunto com as prefeituras municipais e com as entidades da sociedade civil por meio de reuniões das comissões Estadual e municipais de Emprego.

Em breve, faremos uma reunião na Baixada Santista. Concretamente, já promovemos cursos de capacitação de motoristas para o Porto de Santos, a pedido da Federação dos Transportes do Estado de São Paulo, e outros ao longo do ano passado para diferentes funções, num total de cerca de 900 cursos. Promoveremos uma série de outros cursos em 2011 e ao longo dos próximos três anos.

Muitas vezes as necessidades por capacitação profissional podem ser atendidas com cursos de pequena ou média duração, compensando os casos de baixa escolaridade dos potenciais candidatos ao emprego com matérias específicas e reforços de Português e Matemática.

São cursos oferecidos pelo Programa Estadual de Qualificação Profissional (PEQ), contratados pela secretaria em instituições especializadas como o SESC, SENAI e o SENAC. Também estamos em negociação para reativar os convênios federais e utilizar recursos do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT).

Os moradores da Baixada Santista interessados em saber sobre essas e outras opções oferecidas pela Secretaria podem se informar pelo site www.emprego.sp.gov.br ou diretamente nos Postos de Atendimento do Trabalhador da Baixada Santista, em Santos, na rua João Pessoa, 246/266, Centro; em Praia Grande, à rua Emancipador Paulo Fefin, 778, Boqueirão; e no Guarujá, rua Cunhambebe, 500, Vila Alice. Outra possibilidade é utilizar o telefone da Central de Atendimento, o 0800-770-7378.