Caravana do Trabalho Decente é apresentada

“Nosso objetivo é combater o trabalho escravo e precário que muitos trabalhadores enfrentam" (Pedro Nepomuceno) Foto: Paulo Cesar Rocha

Objetivo é ampliar a divulgação do conceito e difundir a temática

Quinta-feira, 3 de julho de 2014 – Nesta manhã (3), a Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), em parceria com a Faculdade Escola de Sociologia e Política do Estado (FESP-SP), lançou o projeto da Caravana do Trabalho Decente. Entre os principais objetivos, difundir a temática e melhorar os indicadores de trabalho, emprego e renda, promover qualificação profissional, saúde e segurança do trabalho, igualdade de oportunidades e erradicação das piores formas de trabalho.

O encontro ocorreu no auditório da Secretaria da Habitação e contou com aproximadamente 90 pessoas. Entre os participantes, o coordenador de Políticas de Emprego e Renda (CPER), Pedro Nepomuceno; Antônio Mendonça, diretor-executivo do Banco do Povo Paulista; Maria Antonieta Faisal, conselheira da Comissão do Trabalho Decente da FEBRABRAM, entre outras autoridades e diretores regionais da SERT.

“Nosso objetivo é combater o trabalho escravo e precário que muitos trabalhadores enfrentam. Trazer dignidade e inclusão social através do trabalho decente”, afirmou Nepomuceno.

Fotos. Clique aqui

O projeto foi apresentado pela coordenadora técnica do projeto, Carla Regina, da FESP-SP, que destacou o objetivo da Caravana. “Formar públicos específicos, auxiliar as Comissões Municipais de Emprego e discutir a questões do Trabalho Decente com estudantes e docentes de escolas públicas estaduais, para inserirmos o jovem no mercado de trabalho”, disse.

Na sequência, o grupo debateu as formas que a Caravana irá atuar no Estado. Entre agosto e novembro, oito regiões administrativas serão visitadas: Campinas, Registro, Baixada Santista, Presidente Prudente, São Paulo, São José do Rio Preto, Bauru, Ribeirão Preto e Vale do Paraíba.

Sobre o Trabalho Decente

O conceito foi constituído pela OIT (Organização Internacional do Trabalho), em 1999, com base na Declaração dos Princípios e Direitos Fundamentais do Trabalho. Para a disseminação do tema, foi criada a Agenda Global de Trabalho Decente que estabelece compromissos com os países-membros.

Dayana Alexandre

Assessoria de Imprensa da Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho (SERT/SP)