Com emoção, secretário Cícero Firmino reencontra sua cidade natal, Queiroz

Por natureza, o ser humano tem o desejo de buscar suas raízes. Nascido em Queiroz, o atual secretário de Estado de Emprego, Cícero Firmino da Silva, foi atrás de sua origem. Na última sexta-feira, visitou sua cidade natal, por onde ficou até os três meses de idade. É a primeira vez que volta após sua saída.

Clique aqui e confira todas as fotos da visita.

A visita fez parte de uma série de compromissos na região. Em entrevistas a alguns veículos de informação, não pensou duas vezes em expressar seus sentimentos. “É muito emocionante estar de volta ao lugar onde você nasceu”, disse Martinha, como é conhecido o secretário. “Desde quarta-feira que eu não consigo dormir direito pensando em como será esse reencontro”, afirmou aos jornalistas.

Ao chegar na cidade, foi recebido pela prefeita, Ana Virtudes Miron, conhecido como Tuti, que convidou o secretário para um café da manhã em sua casa. Junto com vereadores da cidade, Martinha contou um pouco de sua trajetória. “Quando saí daqui, tínhamos como destino o estado de Alagoas. Como eu era muito pequeno, sofri muito com a desidratação”, disse.

Quando nasceu, Queiroz ainda não era um município. A região fazia parte do município de Pompeia. Com o tempo, a cidade cresceu e se desenvolveu e, em 1965, conseguiu sua “emancipação”.

A vida simples em uma cidade pacata como Queiroz contrasta com a rotina das grandes cidades. Enquanto nas grandes rodovias havia a preocupação com a falta de combustíveis, a avenida principal, perto da hora do almoço, estava vazia. Era possível escutar o som dos galhos das árvores balançando, junto com o canto dos pássaros.

A Fazenda Cachoeira, a poucos quilômetros da prefeitura, foi a “maternidade” do secretário. “Na época quem fazia esse serviço no interior eram as parteiras. Nasci na fazenda mesmo, sem o luxo dos hospitais. E olha que eu dei trabalho”, disse Martinha à prefeita, aos risos.

Ao chegar na fazenda, não conteve a emoção. Junto com sua esposa, Jane, olhava cada detalhe que sua pouca idade não podia reparar enquanto recém-nascido. “Isso aqui é um pé de mamão. Sou secretário, mas não deixo de conhecer minhas origens”, exclamou.

“Quando nós virmos para passar alguns dias na cidade, queremos passar um tempo com vocês”, afirmou o secretário ao atual dono da fazenda. E sua esposa ainda complementou. “Nem se preocupe com a hospedagem, nós trazemos um colchão e dormimos no chão mesmo. Somos bem simples”, disse.

Ao terminar a visita, não se podia esquecer de guardar o momento. Por mais que tenha sido pouco tempo de vida na cidade, havia muito orgulho por fazer parte de sua história. Orgulho esse que fez questão de mostrar para a prefeita, quando apresentou seu RG e certidão de nascimento com registro na cidade. “A gente tem muito orgulho de ter um cidadão nosso num posto tão importante como o de secretário de Estado”, afirmou Tuti.

Além da Fazenda Cachoeira, Martinha aproveitou o momento para visitar a igreja e fazer suas preces. “O Brasil passa por um momento complicado. Para chegar até aqui tivemos alguns probleminhas, mas deu tudo certo. Vamos ver como será a volta”, afirmou o secretário.

 

Gabriel Luna
Assessoria de Imprensa da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT/SP)