Davi Zaia participou de debate em Mongaguá

O Secretário do Emprego e Relações do Trabalho, Davi Zaia, participou de debate sobre o tema “Salário Mínimo do Estado de São Paulo”, na quinta-feira (28) em Mongaguá.

O debate faz parte do XV Congresso Estadual da Construção e do Mobiliário no Estado de São Paulo, promovido pela Feticom (Federação dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário do Estado de São Paulo), que ocorre de 27 a 29 de Abril de 2011, na Colônia de Férias da Feticom-SP em Mongaguá.

Além do valor do novo piso salarial regional, a altura do potencial sócio, político e econômico do Estado, Davi Zaia abordará temas como o Programa Estadual de Qualificação Profissional (PEQ).

Piso Salarial Regional do Estado de São Paulo

Criado em 2007 por meio da Lei nº 12.640/2007, o Piso Salarial Regional do Estado de São Paulo contribui para que os trabalhadores paulistas recebam remunerações superiores ao salário mínimo nacional, já que as condições da demanda de mão de obra e de custo de vida no Estado levam, de um modo geral, a salários superiores à média nacional. Os pisos incorporam, assim, especificidades do mercado de trabalho paulista.

O Piso Salarial Regional do Estado de São Paulo é voltado para trabalhadores da iniciativa privada que não possuem piso salarial definido por lei federal, convenção ou acordo coletivo de trabalho.

Está dividido em três faixas salariais (600, 610 e 620 reais), com 105 ocupações no total, e beneficia cerca de 7,2 milhões de trabalhadores.

PEQ – Programa Estadual de Qualificação Profissional

Lançado no dia 23 de junho de 2008, o Programa Estadual de Qualificação Profissional (PEQ) tem como objetivo qualificar o aluno para aumentar suas chances de inserção no mercado de trabalho.

É voltado, prioritariamente, para quem está desempregado, tem entre 30 e 59 anos e não concluiu o ensino fundamental. Essa é a faixa populacional que tem mais dificuldade em encontrar emprego.

O PEQ beneficia, de forma sintonizada, tanto o mercado de trabalho quanto as pessoas que procuram emprego. Os cursos foram definidos de acordo com os segmentos com maior demanda e atendem cidadãos que estão no auge da capacidade produtiva, têm grandes responsabilidades familiares e menos chance de voltarem para a escola.

Para participar os interessados devem acessar o portal (www.emprego.sp.gov.br) e fazer o cadastro, que é gratuito. O candidato também tem a opção de comparecer a um Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT), onde um funcionário fará o cadastro dele no Emprega. Nesse caso é necessário levar RG, CPF e carteira de trabalho.

Serviço

XV Congresso Estadual da Construção e do Mobiliário no Estado de São Paulo

Data: 27 a 29 de Abril de 2011

Local: Colônia de Férias Feticom-SP

Av. Governador Mario Covas, 815 – Centro – Mongaguá-SP
Arthur Gandra