Pró-Egresso inclui 40 detentos no mercado de trabalho

Nesta terça-feira (25), a Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), por meio do Pró-Egresso, realizará a inclusão de 40 reeducandos do regime semiaberto, do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) de Hortolândia, no programa Frente de Trabalho.

A cerimônia de inclusão será realizada a partir das 10h, na unidade do CPP, que fica na Rodovia Campinas, Monte Mor, Km 5 – Jardim Boa Vista. O evento contará com as presenças de Luciano Martins, coordenador de Política e Inserção de Pessoas no Mercado de Trabalho da SERT; Meri Floriano, consultora de projetos; Jurandyr Kenes, diretor da unidade prisional; Evaldo Barreto, diretor técnico da SAP, entre outros.

Pró-Egresso

O Programa Estadual de Apoio ao Egresso do Sistema Penitenciário (Pró-Egresso) é resultado da parceria firmada entre a SERT e a Secretaria de Administração Penitenciária (SAP).

Trata-se de um programa que possibilita os egressos de participarem das várias ações oferecidas pela SERT, como Intermediação de Mão de Obra (IMO), Programa Estadual de Qualificação Profissional (PEQ), Frente de Trabalho etc.

Frente de Trabalho

Criada em 1999, a Frente de Trabalho objetiva proporcionar qualificação profissional e renda à população desempregada e em situação de alta vulnerabilidade social. A Frente tem duração de nove meses e 150 horas de qualificação.

Os bolsistas recebem mensalmente bolsa-auxílio de R$ 210, crédito para a compra de alimentos no valor de R$ 86 e seguro de acidentes pessoais. No período, os participantes devem prestar serviços de interesse local (quatro dias da semana – 6h/dia) e, a partir do terceiro mês, frequentar o curso de qualificação profissional oferecido pela SERT, de acordo com a necessidade do município.

Para se inscrever, é preciso ser maior de 17 anos, estar desempregado há pelo menos um ano, residir no Estado de São Paulo há no mínimo dois anos, não ter familiar participante do programa e não receber qualquer benefício social equivalente.