Programa Estadual de Qualificação capacita 17 pessoas em Registro

Formandos do PEQ em Registro (foto: divulgação)

São Paulo, 10 de setembro de 2013 – A primeira fase de implantação do Programa Estadual de Qualificação (PEQ), gerenciado pela Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT) e o Centro Paula Souza, deste ano, começa a formar as primeiras turmas. Na última sexta-feira (06), foram 17 formandos em Informática Básica, em Registro.

Capacitação profissional gratuita e de qualidade. “As aulas na ETEC de Registro ratificam o trabalho do PEQ, pois sabemos que é fundamental qualificar o cidadão para que ele tenha melhores chances no mercado de trabalho atual”, afirmou Tadeu Morais, secretário estadual do Emprego.

A estudante Nathaly Felizardo, 17, participou da programa estadual e aprovou a metodologia aplicada. “O curso foi muito bom. Conheci novas pessoas, aprendi novas coisas, ganhei um certificado e me qualifiquei”, enumerou. Foram 12 dias de aula, das 08h às 12h.

Por sua vez, o diretor regional da SERT no Vale do Ribeira, Márcio Borges, destaca a importância da capacitação. “O PEQ é importante porque capacita o cidadão na busca por um emprego”, opinou.

Mais sobre o PEQ

Recentemente, a SERT e o Centro Paula Souza assinaram acordo que prevê a qualificação de 7,8 mil trabalhadores de 195 municípios do Estado. Na primeira fase, foram 1530 cidadãos contemplados, divididos em 51 turmas, em 39 cidades: Adamantina, Aguaí, Andradina, Araçatuba, Araras, Barra Bonita, Bebedouro, Cachoeira Paulista, Cândido Mota, Cubatão, Fernandópolis, Ilha Solteira, Indaiatuba, Ituverava, Jaú, Mococa, Mogi Mirim, Ourinhos, Palmital, Penápolis, Penápolis, Pindamonhangaba, Piracicaba, Presidente Prudente, Presidente Venceslau, Registro, Rio Claro, Santa Cruz do Rio Pardo, São José do Rio Preto, São José dos Campos, São Paulo, São Sebastião, São Simão, São Vicente, Serrana, Sertãozinho, Teodoro Sampaio, Tietê e Tupã.

O programa é voltado, prioritariamente, para quem está desempregado, acima dos 16 anos e que não esteja recebendo qualquer auxílio do governo, como seguro-desemprego, por exemplo. A escolaridade mínima varia conforme o curso. Mensalmente, os alunos recebem auxílio-transporte no valor de R$ 120, lanche, material didático e uma bolsa-auxílio de R$ 210.

Tadeu Inácio

Assessoria de Imprensa da SERT