Frente de Trabalho

O Programa Emergencial de Auxílio-Desemprego, que foi criado em 08/06/1999 e também é conhecido como Frente de Trabalho, proporciona qualificação profissional e renda para cidadãos que estão desempregados e em situação de alta vulnerabilidade social. Isso é feito por meio de atividades como limpeza, conservação e manutenção de órgãos públicos estaduais e municipais.

Mais de 450 mil pessoas foram beneficiadas pela Frente de Trabalho.

Público-alvo

Trabalhadores de todo o Estado São Paulo desempregados há no mínimo um ano, maiores de 17 anos e residentes há pelo menos dois anos no Estado.

Como funciona

O bolsista da Frente de Trabalho permanece no programa por até nove meses, com jornada de atividades de até seis horas diárias, quatro dias por semana. No quinto dia, ele faz um curso de qualificação profissional ou alfabetização.

A participação no programa não representa vínculo empregatício, já que tem caráter assistencial e de formação profissional.

A SERT tornará pública a abertura das inscrições, mediante publicação.

Benefícios

Os bolsistas recebem mensalmente bolsa-auxílio de R$ 210, crédito para a compra de alimentos no valor de R$ 86 e seguro de acidentes pessoais.

Os participantes prestam serviços de interesse local (quatro dias da semana – 6h/dia) e frequentam o curso de qualificação profissional, um dia por semana. São 150 horas de capacitação.