Estado capacita 118 facilitadores do Time do Emprego

Capacitação de facilitadores do Time do Emprego (foto: Paulo Cesar Rocha)

Programa estadual atende maiores de 16 anos que estão à procura de oportunidades no mercado de trabalho

São Paulo, 24 de setembro de 2014 – A Secretaria estadual do Emprego e Relações do Trabalho (SERT) encerrou, nesta quarta-feira (24), o 7° Encontro Anual de Facilitadores do Time do Emprego, no hotel San Raphael, centro da Capital. O grupo de 118 facilitadores tem a responsabilidade de promover o programa em 63 cidades.

Segundo Françoise Antunes, supervisora do Time do Emprego, o evento, iniciado ontem (23), objetivou integrar os profissionais. “É importante que eles troquem experiências. Além disso, surgem novas ideias, que proporcionam melhorias ao programa e beneficia a população.”

Em pauta, dinâmicas motivacionais, informações sobre o material didático, atualizações do programa e metas para 2015. “Para o próximo ano, queremos expandir os ‘times’ e formar mais facilitadores. Somente neste ano, foram 68 cidades contempladas, com 112 facilitadores formados. Nosso objetivo é que todos estejam bem preparados para que o programa tenha mais sucesso”, disse a supervisora.

Além dos facilitadores o evento contou com as participações de três diretores regionais – Robson Reis (SP Oeste), Walkyria Tavares (Sorocaba) e Maria Cristina Ferranti (Marília). “É importante valorizar e interagir com os facilitadores. Esses encontros e capacitações geram melhores facilitadores, e quem ganha é o cidadão”, ressaltou Tavares.

No primeiro semestre deste ano, foram realizados 140 turmas, com três mil participantes em todo o Estado. Desses, 1.099 conseguiram colocação no mercado de trabalho. Para Tadeu Morais, secretário de Estado do Emprego, “o diferencial do Time do Emprego é a ajuda mútua existente entre os participantes, a troca de experiência e a procura conjunta por uma oportunidade.”

Aprendizado mútuo

Durante os 12 encontros – um a cada semana, com duração de três horas –, os facilitadores apresentam técnicas de direcionamento ao mercado de trabalho e produção de currículo, dicas de comportamento em entrevistas e empreendedorismo, entre outros assuntos, a maiores de 16 anos.

“Ser facilitadora vai além de ministrar os conteúdos do programa, fazemos parte da vida de cada participante, trocamos experiências e aprendemos. Essas reuniões enriquecem nosso trabalho. Saio cheia de novas ideias para aplicar nos times da cidade”, afirmou Aline Rodrigues, 27, facilitadora em Ourinhos. A cidade promoveu oito turmas neste ano, com média de 25 participantes em cada uma.

Eva Vilma, 45, facilitadora em Bebedouro, destacou a importância do evento. “Temos aproximação com os regionais e somos motivados a continuar, trocar experiência. É renovador. Percebemos que podemos atravessar as dificuldades e, com isso, auxiliar o cidadão na procura pelo emprego.”

Fotos clique aqui

Assessoria de Imprensa da SERT