Estado certifica empresas que promovem a igualdade profissional

Gleice Salgado, supervisora do Selo Paulista da Diversidade (foto: Paulo Cesar Rocha)

Sete empresas passam a integrar a categoria Adesão do Selo Paulista da Diversidade

São Paulo, 10 de dezembro de 2014 – Às 10h da próxima segunda-feira (15), no Palácio dos Bandeirantes (Salão dos Pratos), o Selo Paulista da Diversidade certifica sete novas empresas na categoria Adesão. Gerenciado pela Secretaria estadual do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), o programa promove a valorização da diversidade no ambiente de trabalho, sobretudo em questões étnico-raciais, gênero, idade, orientação sexual e pessoa com deficiência.

Pfizer, Atento Brasil, KPMG, Sodexo, DELL, Central Nacional Unimed e Odebrecht Realizações Imobiliárias serão certificadas. Todos os projetos enviados pelas empresas foram analisados pelo comitê gestor, formado por seis secretarias estaduais (Justiça, Gestão Pública, Assistência e Desenvolvimento Social, Desenvolvimento Econômico, Planejamento, da Pessoa com Deficiência) e representantes da sociedade civil (FIESP, Associação Comercial, Associação Brasileira de Recursos Humanos, e os institutos Paradigma e Brasileiro da Diversidade).

As empresas podem usar o Selo em seus produtos ou serviços. Tadeu Morais, secretário estadual do Emprego, destaca a experiência positiva do Selo, criado em agosto de 2007. “A ação premia as boas práticas nas empresas e, assim, caminhamos rumo a um mercado de trabalho realmente diversificado”, afirma o secretário.

Atualmente o Selo conta com 18 empresas certificadas – seis na categoria Adesão e outras 12 na categoria Pleno. Gleice Salgado, supervisora do programa, revela que, para 2015, “o plano é aumentar a abrangência dentro do Estado.”

Conscientizar para incluir

O compromisso com a valorização e inclusão da diversidade foi destacado por duas empresas contempladas. Segundo, Majo Campos, diretora-executiva de Recursos Humanos da Atento, a certificação pode ser explicada pelo conjunto de iniciativas direcionadas para o relacionamento, gestão e no desenvolvimento dos funcionários. “O Selo representa o compromisso com a difusão e a valorização da diversidade na empresa, desde a contratação dos profissionais até a implantação de projetos de conscientização e inclusão”, resume.

Para João Paulo Carvalho, do departamento de marketing e comunicação da Odebrecht, “o Selo (Paulista da Diversidade) reforça o compromisso de inclusão e crescimento profissional para todo e qualquer profissional, respeitando alguns itens, entre eles ambição de propósitos, espírito construtivo, objetividade, determinação, mobilidade, flexibilidade, criatividade, inovação, além de limitações físicas, sensoriais e intelectuais.”

“Acreditamos que para sermos bem sucedidos, é imprescindível diferentes olhares e perspectivas sobre o mesmo tema. Uma empresa só consegue ir além a partir do momento em que considera diferentes pontos de vista”, afirma o diretor de Assuntos Corporativos da Pfizer, Ciro Mortella. As palavras do diretor são ratificadas pelo vice-presidente de RH para América Central e do Sul da Sodexo, Marcio Federico. “Receber o Selo Paulista de Diversidade nos incentiva a aprimorarmos cada vez mais nossas iniciativas nesta direção”, comenta.

Certificações

Existem dois tipos de selos: Adesão e Pleno. O primeiro é destinado às empresas que estejam iniciando uma política de inclusão de diversidade dentro dos seus processos de empregabilidade. Este tem duração de dois anos e não pode ser renovado. Após esse período, a instituição deve pleitear o selo Pleno ou perde a certificação.

A categoria Pleno é destinada às instituições que tenham políticas de diversidade já implementadas. Para este selo, que é renovado a cada biênio mediante pedido de nova certificação, é necessário contatar uma das empresas certificadoras contratadas pelo Governo do Estado.

 Tadeu Inácio

Assessoria de Imprensa da SERT