Frente de Trabalho tem inscrições abertas em oito cidades

Somados, os municípios disponibilizam 800 bolsas. Desde 1999, programa beneficiou mais de 450 mil pessoas em todo o Estado

Uma boa notícia para quem busca qualificação profissional e uma recolocação no mercado de trabalho. O programa Frente de Trabalho está com inscrições abertas em oito cidades de três regiões distintas: Araçatuba, Presidente Prudente e São José do Rio Preto.

Guaraci, Mirandópolis, Santo Antonio do Acaranguá, Suzanópolis, Valparaíso, Pracinha, Floreal, Orindiuva são as cidades contempladas com o programa gerenciado pela Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT).

“A Frente de Trabalho tem um caráter emergencial de apoio ao desempregado, que visa o resgate social e a restauração da autoestima”, diz Carlos Ortiz, secretário de Estado do Emprego. Os cursos de qualificação disponibilizados variam de acordo com a carência de mão de obra no município. “Por meio da capacitação, o trabalhador aumenta as suas chances de empregabilidade”, completa.

Para se inscrever, o cidadão deve comparecer nos endereços relacionados abaixo até o dia 24 de novembro das 9h às 17h, munido de RG, CPF, carteira de trabalho e comprovante de residência.

Seguem os endereços:

Região de Araçatuba: 500 bolsas

Guaraci: Prefeitura Municipal de Guaraci – Rua Washigton Correa da Silva, 856.

Mirandópolis: CRAS – Rua Carlos Roberto Sabino,610 – Jardim Nossa Senhora de Fátima.

Santo Antonio do Acaranguá: Divisão de Promoção Social – Rua Papa João XXIII, 23.

Suzanópolis: CRAS – Rua Roberto Alves de Andrade, 362 – Centro.

Valparaíso: Secretaria Municipal de Indústria Comércio e Desenvolvimento Econômico – Rua Comendador Geremias Lunardelli, 325 – Centro.

 

Região de São José do Rio Preto: 200

Floreal: Prefeitura Municipal de Floreal – Rua Procópio Davidoff, 130.

Orindiuva: Praça Maria Dias, 614 – Centro.

 

Região de Presidente Prudente: 100

Pracinha: Prefeitura Municipal de Pracinha – Avenida Francisco Gimenes, 175.

 

Mais informações sobre o programa

A Frente de Trabalho tem duração de nove meses e 150 horas de qualificação. Os bolsistas recebem mensalmente bolsa-auxílio de R$ 210, crédito para a compra de alimentos no valor de R$ 86 e seguro de acidentes pessoais.

No período, os participantes devem prestar serviços de interesse local (quatro dias da semana – 6h/dia) e, a partir do terceiro mês, frequentar o curso de qualificação profissional oferecido pela SERT, de acordo com a necessidade do município.

Para se inscrever, é preciso ser maior de 17 anos, estar desempregado há pelo menos um ano, residir no Estado de São Paulo há no mínimo dois anos, não ter familiar participante do programa e não receber qualquer benefício social equivalente.