Governo de São Paulo prepara maior evento para contratação da pessoa com deficiência do país

Secretário Tadeu Morais destaca atuação do PADEF (foto: Paulo Cesar Rocha)

Em parceria com MTE, Secretaria realiza o Dia D; objetivo é aumentar oferta de emprego para PcDs e reabilitados do INSS

São Paulo, 23 de maio de 2014 – Nos dias 29 e 30 de maio, a Secretaria estadual do Emprego e Relações do Trabalho (SERT) realiza o Dia D – Dia da Inclusão Social e Profissional das Pessoas com Deficiência e dos Beneficiários Reabilitados. A iniciativa do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), em parceria com as secretarias de Estado, pretende ampliar o número de vagas para as pessoas com deficiência.

A intenção do MTE é mobilizar as principais capitais do país para participar do Dia D. A SERT resolveu ampliar o evento e atingir outros municípios. Além da própria capital, no estado de São Paulo participam do evento, Americana, Ibiuna, Praia Grande, Araçatuba, Ribeirão Preto, Catanduva, Osasco, Botucatu, Fartura, Pirajú, São Manuel, Louveira, Marília, Sorocaba, Salto e São Caetano do Sul.

Para o secretário da SERT, Tadeu Morais, o Dia D dá sequência ao trabalho que o PADEF (Programa de Apoio à Pessoa com Deficiência) realiza em São Paulo. “Temos que apoiar a causa, fundamental para a inclusão de todos no mercado de trabalho”, afirma Morais. O secretário deve participar do evento.

Atualmente o estado de São Paulo tem aproximadamente 9,5 milhões de pessoas com deficiência (PcDs). Pouco mais da metade trabalha. “Nossa meta é que mais de 50% das PcDs do Brasil estejam empregadas em São Paulo”, afirma a supervisora do PADEF, Marinalva Cruz.

Evento

O Dia D na capital vai acontecer no dia 30, no Centro Cultural São Paulo (CCSP), na Rua Vergueiro, 1000, a partir das 10h. Os empresários interessados em disponibilizar vagas de emprego, devem fazer o cadastro das oportunidades até o dia 29. Até o momento, 15 empresas fizeram cadastro e disponibilizaram 150 vagas. O processo seletivo ocorrerá no próprio CCSP.

Lei de cotas, acessibilidade, laudo médico, a inclusão de deficientes visuais no mercado de trabalho serão temas debatidos nas cinco palestras programadas. “O evento é para todos, teremos palestras informativas, de sensibilização, captação de currículos e muito mais”, garante Cruz.

A perspectiva é que dezenas de empresas participem do evento na Capital e interior de São Paulo. “Temos uma expectativa muito boa, queremos envolver a todos e contamos com a divulgação da imprensa”, disse Cruz.

Dia D pelo Estado

A maioria dos diretores regionais da SERT envolvidos no Dia D apostam no sucesso do encontro. “Que esta ocasião possa servir como um ponto de partida para a conscientização de toda a sociedade”, diz Célio Kill, diretor regional de Araçatuba. Robson Liria, regional de Marília, espera que o evento incentive “a convivência com as diferenças.”

Na Grande São Paulo, Eduardo Macedo, responsável pela SP Leste, acredita que o Dia D mostrará às pessoas com deficiência que a inserção profissional passa pela conscientização do trabalhador. “A perspectiva é muita boa, temos trabalhado para realizar o maior número de atendimentos possível.”

“Acredito que será um dia para olharmos às pessoas com deficiência com mais responsabilidade”, analisa Armando de Barros, representante da SERT no Litoral. Ismael Colosi, diretor regional de Ribeirão Preto, acrescenta que ações como essa são necessárias para que as pessoas passem a ser “contratadas por suas capacidades e não por suas deficiências”.

Sônia Nunes, regional de Botucatu, foi uma das primeiras regionais a apoiar o Dia D. Para ela, para que mais PcDs sejam incluídas no mercado de trabalho, é necessário que as pessoas tenham mais informação.  “Em alguns casos, acabam sobrando vagas, muita gente tem receio de perder o benefício (Benefício da Prestação Continuada)”, diz. Segundo Sônia, recentemente, houve 20 contratações de PcDs na região, divididas em Avaré, Botucatu e Cerqueira César.

A falta de informação também é apontada por Walkyria Tavares (regional Sorocaba) como um dos principais entraves para a entrada da PcD no mercado de trabalho. “O Dia D vai ser muito importante e vamos continuar contando com a equipe do PADEF para conscientizar nosso empresariado”, conclui.

Cintia Ruiz

Assessoria de Imprensa da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT)