Governo do Estado implanta 256 bolsas do Pró-Egresso em dezembro

Reeducandos foram beneficiados com ação que oferece qualificação profissional

São Paulo, 17 de dezembro de 2013 – Nesta semana a Secretaria estadual de Emprego e Relações do Trabalho (SERT), concluiu a implantação de 256 bolsas do programa Pró-Egresso. O programa oferece qualificação profissional e objetiva a reinserção social de reeducados – masculinos e femininos – do regime semiaberto e egressos pelo período de até um ano do sistema penitenciário.

As implantações ocorreram entre os dias 5 e 16 de dezembro, Foram contempladas sete cidades – Valparaíso (20), Pacaembu (27), São José do Rio Preto (70), Bauru (60), Hortolândia (39), Tupi Paulista (30) e Monte Castelo (10). Os dois últimos municípios, com vagas apenas para mulheres.

O Centro Paula Souza ficou responsável pela qualificação em Valparaíso, Pacaembu e Hortolândia. A Associação para Valorização de Pessoas com Deficiência (Avape) responde por São José do Rio Preto e Bauru. Tupi Paulista e Monte Castelo serão atendidas pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai).

Os cursos de qualificação ainda não foram definidos. “Precisamos primeiro conhecer a demanda local, temos 30 dias para estabelecermos a capacitação que será oferecida”, afirma o secretário da SERT, Tadeu Morais.

De acordo com a supervisora do programa, Meri Floriano, as implantações atenderam as expectativas. “Como eles estão próximos para conquistar a liberdade, realmente recebem o Pró-Egresso como um salva-vidas, um recomeço, um resgate a sua credibilidade e dignidade” afirmou Meri.

“O trabalho do Governo do Estado contribui para que o cidadão recupere sua autoestima e qualifica para o mercado de trabalho”, acrescenta o secretário Morais.

As implantações foram realizadas nos Centros de Progressão Penitenciária (CPP) das cidades contempladas com os benefícios. Participaram dos eventos, além da supervisora Meri Floriano, o diretor da Secretária de Administração Penitenciaria (SAP), Evaldo Barreto, entre outras autoridades.

Frente de Trabalho
Todos os beneficiados de dezembro também participam da Frente de Trabalho, ação do governo do Estado, gerenciada pela SERT. Em função da Frente, os participantes receberão bolsa-auxílio no valor de R$ 210, crédito de R$ 86 para compra de alimentos e seguro contra acidentes pessoais durante os nove meses de duração do programa.

Raquel Stocovick
Assessoria de Imprensa da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho