Governo premia agências do Banco do Povo Paulista com melhor desempenho

Morais e Aparecido parabenizam agentes premiadas (Foto: Paulo Cesar Rocha)

22 cidades foram destacadas pelo trabalho desenvolvido no ano passado

São Paulo, 15 de abril de 2014 – A atuação dos agentes de crédito, do governo estadual e das prefeituras parceiras do Banco do Povo Paulista (BPP) foram destaques durante a 5ª edição do prêmio anual do programa gerenciado pela Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT). Realizada na manhã dessa terça-feira (15), no Palácio dos Bandeirantes, a ocasião reuniu 300 convidados e premiou 22 unidades.

“O Estado de São Paulo, por meio do Banco do Povo Paulista (BPP), faz o dever de casa, vai na contramão do país e oferece dinheiro barato, com juro negativo de 4,2% ao ano (0,35% ao mês), abaixo da inflação atual. Além disso, o BPP contribui na geração de emprego, que é o melhor programa social do mundo”. Assim, Tadeu Morais, secretário de Estado do Emprego, resumiu a importância da oferta de microcrédito.

Além de Morais, estiveram presentes Edson Aparecido, secretário chefe da Casa Civil; Eufrozino Pereira, secretário adjunto da SERT; Antonio Mendonça, diretor-executivo do BPP; Itamar Borges e Davi Zaia, deputados estaduais; Antonio Carlos Luque, diretor-presidente da FIPE (Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas); entre outros prefeitos e demais autoridades.

O trabalho conjunto entre Estado, prefeituras, agentes de crédito e empreendedores foi destacada por Aparecido. “O Banco do Povo (Paulista) é um dos mais importantes programas do Governo do Estado. Ele não resulta em obra, mas, sim, na oferta de crédito para oferecer emprego, trabalho e renda, levando esperança a inúmeras famílias. São vidas reconstruídas através do microcrédito”, disse.

Em seu discurso, Mendonça destacou as mais de 346 mil famílias atendidas pelo programa em quase 16 anos de história e a atuação da equipe. Atualmente, são mais de 600 agentes de crédito espalhados pelo Estado. “Foram mais de R$ 1,3 bilhão emprestado no período. É uma honra reconhecer e valorizar o trabalho dos agentes de crédito e das prefeituras parceiras, que levam a esperança de transformação de vida ao cidadão empreendedor”, resumiu.

Na sequência, o diretor-executivo celebrou os mais de R$ 1 milhão transferido às prefeituras conveniadas para o pagamento do Bônus por Participação nos Resultados (BPR) aos agentes de crédito. 

22 unidades premiadas

Regiões de Campinas, São José do Rio Preto, Araçatuba e Marília têm destaque. Grande São Paulo, Sorocaba, Presidente Prudente, Ribeirão Preto e Barretos completam a lista.

8 categorias 1º, 2º e 3º lugares, respectivamente
1 – Até 7,5 mil habitantes Lupércio, Sud Menucci e Santa Cruz da Conceição
2 – Até 15 mil habitantes Divinolândia, Itajobi e Terra Roxa
3 – Até 30 mil habitantes Santa Fé do Sul, Pereira Barreto e Cândido Mota
4 – Até 50 mil habitantes Presidente Venceslau, Jales e Santa Cruz do Rio Pardo
5 – Até 100 mil habitantes Avaré, Amparo e Leme
6 – Até 300 mil habitantes Araçatuba, Araras e Ribeirão Pires
7 – Acima de 300 mil habitantes Sebrae-SP Rio Pequeno, Ribeirão Preto e Sorocaba
8 – Maior produção per capita Rubinéia

“Proporciono felicidade e realizações de sonhos”

Primeiro lugar na categoria 2, a agente de crédito de Divinolândia, Geonvana Beti,destacou a importância econômica do programa para o município. “Com o Banco, conseguimos gerar empregos através dos novos empreendimentos e contribuímos para o aumento da receita da nossa cidade. Me sinto honrada em fazer parte deste trabalho. Como agente, proporciono felicidade e realizações de sonhos”, orgulhou-se.

Mais sobre o BPP

O Banco oferece linhas de crédito aos microempreendedores que variam entre R$ 200 e R$ 20 mil, que podem ser quitadas em até 36 parcelas. A taxa de juros mensal de 0,35% é a menor do país. Não há taxas adicionais. Depois de ter o cadastro aprovado, o empreendedor recebe o dinheiro em até 72 horas. Atualmente, são 517 cidades atendidas e 527 unidades instaladas.

Podem solicitar empréstimos pessoas físicas ou jurídicas desde que não ultrapassem faturamento mensal de R$ 30 mil. Trata-se de crédito para fins produtivos. O BPP não faz empréstimo para consumo.

Existem também linhas de crédito especiais para mutuários da CDHU, motofretistas, taxistas e produtores rurais.

Nos três primeiros meses do ano, o Banco registrou aumento de 47% no montante emprestado. Foram R$ 52,9 milhões emprestados, contra R$ 36 milhões no mesmo período de 2013.

Confira relação de endereços completa no site: www.bancodopovo.sp.gov.br

Tadeu Inácio

Assessoria de Imprensa da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT)