Inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho cresce 80% no Estado

Dados são referentes ao Programa de Apoio à Pessoa com Deficiência (PADEF) nos seis primeiros meses do ano

Com o objetivo de atender a todos os públicos, a Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), por meio do Programa de Apoio à Pessoa com Deficiência (PADEF), inseriu 974 pessoas no mercado de trabalho durante o primeiro semestre deste ano.

Em comparação com o mesmo período no ano passado, quando o programa intermediou a contratação de 540 pessoas com deficiência, houve aumento de 80%. “Há vários fatores para este aumento. O Ministério do Trabalho tem atuado mais na área. Também estamos capacitando os servidores dos PATs e postos do Poupatempo em todo o Estado”, explica a supervisora do PADEF, Beth Sarti.

“Os números alcançados neste primeiro semestre confirmam o trabalho realizado pelo PADEF”, afirma o secretário de Estado do Emprego, José Luiz Ribeiro. Desde 2012, há uma crescente no número de candidatos admitidos pelo programa. Se mantida a média deste primeiro semestre, o ano termina com 493 inserções a mais que 2016.

Confira o gráfico de atuação do programa nos últimos seis anos.

M3

Em 2017, se a média do primeiro semestre for mantida, o programa atingirá um número 33,8% maior que em 2016

 

 

 

Lei de Cotas

O Brasil possui 45 milhões de pessoas com deficiência, destas 31 milhões em idade produtiva segundo o último Censo (2010, IBGE). Porém, de acordo com os últimos dados da Rais (MTE,2015) somente 403,2 mil profissionais com deficiência está empregado.

A Lei Federal nº 8.213/91, que completa 26 anos, foi criada para garantir às pessoas com deficiência que sejam beneficiárias do Programa de Reabilitação Profissional pelo Instituto Nacional de Seguro Social (Inss) a possibilidade de exercerem alguma atividade laboral. A chamada Lei de Cotas obriga empresas com mais de 100 funcionários a reservarem de 2% a 5% das vagas de seu quadro de efetivos para essas pessoas.

No próximo dia 24, na Praça das Artes, na Capital, será realizado um evento de celebração e conscientização sobre a importância e necessidade do emprego para a pessoa com deficiência e da erradicação do preconceito. O PADEF faz parte da comissão organizadora.

Ainda no segundo semestre, o PADEF participa do “DIA D” de Inclusão Social e Profissional de Pessoas com Deficiência, em setembro, e do “7º Mutirão do Emprego para Jovens e Pessoas com deficiência”, em outubro, em parceria com o Instituto de Oportunidade Social (IOS) e com o Centro Paula Souza.

Mais sobre o programa

Criado em 1995, o PADEF tem o objetivo de promover a inclusão das pessoas com deficiência no mercado de trabalho e conscientizar o empresariado. Além da intermediação de mão de obra e captação de vagas, o programa participa e promove eventos que visem ampliar e garantir a inclusão desta parcela da população.

Desde sua criação, mais de 18 mil pessoas com algum tipo de deficiência foram inseridas no mercado de trabalho graças à sua atuação. Para se candidatar a uma das oportunidades disponíveis ou cadastrar uma vaga de emprego, basta acessar www.empregasaopaulo.sp.gov.br ou ir a um dos 256 Postos de Atendimento ao Trabalhador (PATs) espalhados pelo Estado.