Iperó é palco de empreendedores de sucesso do Banco do Povo Paulista

São Paulo, 9 de maio de 2017 – Por trás de empreendedores de sucesso, existem histórias antigas, sonhos de infância e dificuldades incontáveis. Quando um cliente vai até uma agência do Banco do Povo Paulista, ele não leva apenas uma seleção de documentos e protocolos a serem seguidos.  Junto com aquele futuro empreendedor também existe uma bagagem transbordando de expectativas. Uma bagagem pesada e difícil de ser carregada junto com a ansiedade de realizar o sonho de uma vida.

18342160_1501928933172404_404505071905375779_n

Na pequena cidade de Iperó, localizada na região de Sorocaba, com apenas 33 mil habitantes, o Banco do Povo Paulista ajudou a tirar do papel dois projetos que deram novos rumos e alegrias a dois personagens.  Hoje, dono de uma de uma Relojoaria em Iperó, a história e o anseio de Aparecido Rodrigues Gomes, começou no final da infância e no início da juventude. “Quando eu era criança, quase um adolescente, comecei a trabalhar com um tio consertando relógios em São Paulo. No começo foi por necessidade financeira, mas depois peguei amor por esse mundo dos relógios, do tempo”, conta Aparecido, conhecido como Cido no comércio da cidade.  Quando decidiu tocar sua vida profissional sozinho, o jovem conseguiu seu primeiro emprego com carteira assinada em uma assistência técnica, onde ficou por sete anos.  Tempos depois, a utopia de ter seu próprio negócio que já existia dentro do menino, agora marido e pai de família, começou a florescer. “Em São Paulo as coisas já estavam difíceis, então decidimos tentar a vida no interior. A escolha de Iperó foi porque a família da minha mulher já morava na cidade. Estudamos a região, vimos que não existia nenhuma relojoaria no município e fui com a cara e a coragem”.  O relojoeiro, dono do empreendimento Hora Certa, relata com alegria a participação do Banco do Povo em sua vida. “O Banco do Povo já me ajudou duas vezes. Da primeira, foi na mudança e na instalação do meu negócio em Iperó e recentemente para dar uma modernizada na relojoaria. Posso dizer que o programa foi a escada para alcançar meu sonho”.

Cliente BPP (4)

Assim como na vida de Aparecido, o desejo de ter seu próprio negócio também palpitava na vida da ex-sacoleira, Valdenilda Reis, proprietária da loja de roupas, Fashion Reis. Seu sonho de empreender nasceu durante suas longas caminhadas por Iperó. “Fui sacoleira por muito tempo, vendia roupas pela cidade. Ia buscar mercadorias no Brás todo mês e depois andava pra baixo e pra cima levando as roupas para as clientes. “ Depois de anos nessa vida, Vadenilda conheceu o Banco do Povo, decidiu tirar da sacola suas roupas e ampliar seu negócio. “Eu costumo dizer que o mundo é cheio de possibilidades. Eu olhava para aquela sacola cheia de roupas e via um mar de possibilidades, além da chance de melhorar de vida”, afirma. Após seis anos da inauguração de sua loja, ela solicitou seu segundo empréstimo ao Banco do Povo. “Se não fosse o programa, eu não tinha nem como ter começado essa jornada. Hoje, o Banco me ajuda pela segunda vez. É o responsável pelo meu trabalho e pela concretização de um plano de vida”, declara Valdenilda.


Cliente2 BPP (5)

O Banco do Povo Paulista realizou em 2016, 102 empréstimos na cidade de Iperó. No total R$ 701,295, 79 foram emprestados.

Mais informações em www.bancodopovo.sp.gov.br

Ana Silvestre

Assessoria de Imprensa da Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho (SERT/SP)