Jovem Cidadão insere mais de 12,3 mil jovens no mercado de trabalho

Programa oferece a primeira oportunidade profissional para estudantes da rede estadual entre 16 e 21 anos

São Paulo, 17 de janeiro de 2013 – Exatos 12.381 jovens entre 16 e 21 anos inseridos em programas de estágios em todo o Estado no ano passado. Esses são os números do Jovem Cidadão – Meu Primeiro Trabalho. Gerenciado pela Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT), o programa atua junto a empresas públicas, privadas e entidades sem fins lucrativos, e objetiva oferecer a primeira oportunidade de trabalho aos estudantes do Ensino Médio das escolas públicas estaduais.

Prestes a completar 14 anos (em abril), o Jovem Cidadão já beneficiou mais de 163 mil pessoas em todo o Estado. “O programa auxilia na redução de uma das causas do desemprego juvenil, a falta de experiência profissional”, afirma o secretário de Estado do Emprego, Tadeu Morais. “No entanto, a escolaridade é primordial e a qualificação desses jovens é fundamental para mantê-los no mercado”, emenda.

Além de oferecer oportunidades de ingressar no mercado de trabalho e atender famílias em situação de vulnerabilidade social, o Jovem Cidadão possibilita ao participante vivência profissional, geração de renda, formação profissional, além de agregar novos valores à sua formação, com a aquisição e o aprimoramento de conhecimentos.

“Tenho orgulho em ver a diminuição da vulnerabilidade juvenil. Afinal, o programa leva experiência profissional, estímulo pelos estudos e melhora o desempenho escolar e a autoestima dos jovens matriculados na rede pública”, diz o coordenador de Políticas de Emprego e Inserção no Mercado de Trabalho (CPIMT) da pasta estadual, Luciano Martins Lourenço.

O banco de dados do Jovem Cidadão conta com 31.598 empresas cadastradas. Destas, 3.045 disponibilizaram vagas no ano passado.

“O programa foi fundamental para que eu adquirisse responsabilidade e disciplina”

Bruno de Jesus Santos, 18 anos, ocupa o cargo de comprador em uma indústria de instrumentos de precisão. Há aproximadamente dois anos na empresa, o jovem conta que o programa propiciou a primeira oportunidade de trabalho e o primeiro registro em carteira.

“O programa foi fundamental para que eu adquirisse responsabilidade e disciplina, além de fornecer a auxiliar na aquisição da experiência que profissional, que me auxiliou a ser efetivado e a me tornar responsável por um departamento”, afirma Bruno, que conheceu o Jovem Cidadão, por meio de amigos e pela internet.

Como participar

“É gratificante trabalhar em um programa como o Jovem Cidadão, pois conseguimos ver de maneira efetiva a mudança que ele traz na vida desses jovens, tanto pessoal quanto profissional”, analisa Simone do Nascimento, responsável pela gerência do Jovem Cidadão.

Os jovens podem se inscrever na secretaria da escola em que estuda ou pelo site www.meuprimeirotrabalho.sp.gov.br. O cadastro das empresas também pode ser realizado pelo site.

Para cada oportunidade disponibilizada pelas empresas, o programa encaminha três estudantes da escola mais próxima do local de trabalho. O critério de envio acontece mediante a classificação do candidato no ranking socioeconômico, que é definido no ato da inscrição.

Contratação

O jovem é contratado por seis meses. O prazo pode ser prorrogado por igual período, de acordo com a Lei de Estágio. Não existe vínculo empregatício. Assinam o termo de compromisso o jovem (ou o responsável quando ele for menor), a empresa concedente do estágio, o diretor da escola e a SERT.

A empresa fica responsável pelo pagamento mínimo de R$ 3,13/hora mais o vale-transporte. Em alguns casos, o empregador oferece outros benefícios.

O governo do Estado, por sua vez, oferece bolsa-auxílio de R$ 65/mês, além de seguro de vida e acidentes.

O Jovem Cidadão atende as regiões de Campinas, Grande São Paulo, Piracicaba, São José dos Campos e Santos.

 Dúvidas

Quais documentos são necessários para a inscrição?

A inscrição é feita via site www.meuprimeirotrabalho.sp.gov.br. É necessário Registro de Aluno (RA) escolar e data de nascimento.

O RA escolar é número de identificação do aluno no Sistema de Cadastro de Alunos da Secretaria de Estado da Educação de São Paulo.

Inscrição via Posto de Atendimento ao Trabalhador (PAT): É necessário apresentar RA escolar e RG.

Obs.: para alunos do 1° ano, as inscrições são feitas exclusivamente nos PATs.

 

Até quando os interessados podem se inscrever?

Alunos da 1ª e 2ª série do ensino médio, de janeiro até 31 de dezembro.

Alunos da 3ª série do ensino médio, de janeiro até 31 de maio.

 

Os candidatos passam por algum processo seletivo? Se sim, qual? 

Para cada vaga oferecida no Programa Jovem Cidadão – Meu Primeiro Trabalho, serão convocados três alunos para o Processo Seletivo realizado pela empresa parceira.

 

Serviço

Site: www.meuprimeirotrabalho.sp.gov.br

E-mail: coordenacao@jovemcidadao.sp.gov.br

Contato: (11) 3241 – 7455/7487

Carla Caroline

Assessoria de Imprensa da Secretaria de Estado do Emprego e Relações do Trabalho (SERT)