Pela efetiva inclusão

Pereira escreve sobre o Trabalho Decente (foto: Paulo Cesar Rocha)

Durante toda minha vida pública, embora tantos avanços eu tenha testemunhado, reconheço que uma sociedade estruturada com igualdade de direitos e oportunidades ainda constitui-se em um cenário desafiador.

Uma distribuição de renda justa, o fortalecimento da nossa indústria nacional, crédito barato, projeto voltado para a geração de emprego, ampliação de nossas exportações, incentivar uma política de fomento à economia.

Todos  esses são assuntos urgentes e que estão na pauta dos movimentos sindicais e dos governos comprometidos com o trabalho como é este Governo do Estado de São Paulo.

Mas, nada disso será suficiente, se o conceito do trabalho decente não for aplicado em toda sua extensão e complexidade.

Trabalho decente é promover a igualdade de salários, de gênero, de raça, de cor, de nacionalidade.

Trabalho decente é sustentabilidade, é distribuir riquezas. É lutar pela superação da pobreza, pelo fim da desigualdade e pela efetiva inclusão.

É não paralisar frente ao absurdo de termos um mundo com 1% dos mais ricos da humanidade recebendo o mesmo que os 57% mais pobres.

É promover oportunidade para que homens e mulheres obtenham um trabalho produtivo e de qualidade, em condições de liberdade, equidade, segurança e dignidade humana.

Cabe a nós, baseados na ética e no compromisso social que assumimos em nossa vida pública ou empresarial, fazer com que o  que ainda é conceito ultrapasse as barreiras ideológicas.

Que o trabalho decente efetivamente ganhe as mentes e as ruas e transforme-se em um caminho possível, viável através de nossos esforços conjuntos.

É certo que o trabalho decente virá dessa união, do tripartismo, para que o conceito estabelecido pela OIT (Organização Internacional do Trabalho) em 1999, seja consolidado.

Que projetos que estimulem as boas práticas, como o desenvolvido pela Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho,  sirva de inspiração e que logo possamos comemorar o Trabalho Decente como a realidade de cada uma das empresas paulistas.

Eufrozino Pereira

Secretário em exercício

Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho