Salariômetro

O Salariômetro (www.salariometro.sp.gov.br) é uma ferramenta online que calcula a remuneração média de admissão de todas as ocupações em cada estado brasileiro. Para o Estado de São Paulo informa, também, o salário médio por município.

Implantado em fevereiro 2010, o novo instrumento de pesquisa sobre o mercado de trabalho é gerenciado pela Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho (SERT) e foi desenvolvido em parceria com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas da Universidade de São Paulo (FIPE/USP).

Com o Salariômetro, o trabalhador sabe o salário médio que o mercado paga quando contrata pessoas com perfil parecido com o dele. A ferramenta também é útil para o empregador, que pode se informar sobre quanto as outras empresas estão pagando para os profissionais.

O Salariômetro informa a remuneração média das pessoas contratadas pelo mercado de trabalho formal, com carteira assinada, no período de seis meses anteriores à consulta. Apresenta, ainda, a quantidade e a idade média dos trabalhadores empregados por categoria em dezembro de 2008.

Bases

Os cálculos são feitos a partir dos dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (CAGED) e da Relação Anual de Informações Sociais (RAIS). O Salariômetro decodifica o CAGED e a RAIS e é uma forma de o Governo de São Paulo ajudar o mercado de trabalho a funcionar melhor – não somente o paulista, como também o mercado brasileiro, já que tem cobertura nacional.

Como usar

O interessado deve acessar o site www.salariometro.sp.gov.br e preencher um formulário em que informa o código da Classificação Brasileira de Ocupações (CBO) referente à sua profissão, além de outros dados (faixa etária, cor, gênero, escolaridade, setor e Unidade da Federação).

Caso o usuário não saiba o código da ocupação na CBO, deve fazer uma busca por palavras-chave que representem a profissão. O sistema ajuda nessa busca apresentando opções de ocupações para o usuário escolher a que mais se aproxima da profissão de interesse.

Acessos

Somente na primeira semana seguinte ao lançamento do Salariômetro, foram registrados mais de 2,4 milhões de acessos, em 108 países. Além do Brasil, foram registradas visitas de internautas dos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido, Alemanha, Portugal, França, Espanha, Japão, entre outros países.