Pessoa com deficiência: Santa Fé do Sul recebe caravana nesta sexta

SERT vai emitir carteiras de trabalho, cadastrar para vagas, orientar candidatos e empregadores 

Amanhã (12), Santa Fé do Sul vai receber a sexta edição da Caravana da Inclusão, Acessibilidade e Cidadania, organizada pela Secretaria dos Direitos da Pessoa com Deficiência em parceria com a União dos Vereadores do Estado de São Paulo (Uvesp) e o Conselho Estadual para Assuntos da Pessoa com Deficiência. O evento contará com a presença de profissionais do Programa de Apoio à Pessoa com Deficiência da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (PADEF/SERT).
Este ano, o tema principal é o combate à violência. O foco da SERT é a empregabilidade, uma forma de garantir cidadania e colaborar para as empresas cumprirem a legislação trabalhista. Por meio dos 250 Postos de Atendimento ao Trabalhador (PATs) espalhados pelo Estado ou pelo site www.empregasaopaulo.sp.gov.br, a Secretaria cadastra pessoas com deficiências às vagas disponíveis e outros serviços de apoio.

Os visitantes poderão se candidatar a essas oportunidades durante a Caravana, bem como fazer suas Carteiras de Trabalho – primeira e segunda vias, a partir dos 14 anos de idade, caso ainda não possuam.

“Um dos nossos objetivos é conscientizar gestores, educadores e empresários a respeito dos direitos e deveres das pessoas com deficiência, bem como orientá-las sobre como ter acesso ao mercado de trabalho, incluindo as possibilidades de capacitação”, explicou a supervisora do PADEF, Marinalva Cruz.

A caravana foi iniciada em abril, com passagens anteriores por Socorro e Boraceia. A programação segue até o final do ano, totalizando 13 municípios. Os interessados deverão levar RG, CPF, Certidão de Nascimento ou de Casamento e uma foto 3×4.

Números
De acordo com o censo do IBGE de 2010, no País há quase 46 milhões de pessoas com algum tipo de deficiência (23,9% da população). No Estado de São Paulo, eles somam mais de 9,3 milhões. Na região administrativa de São José do Rio Preto, composta por 96 municípios, perto de 310,4 mil se declararam com algum tipo de deficiência. Especificamente em Santa Fé do Sul, 6.867.

“Tirando-se desse total os menores de 16 anos, que ainda não podem ir para o mercado pela Lei de Cotas, os maiores de 60 e os que têm deficiências que não se enquadram nesta lei, o número geralmente cai pela metade. Então, só em Santa Fé, seriam, por baixo, três mil trabalhadores com deficiências disponíveis para o mercado”, calcula Marinalva.Até março deste ano, foram registrados pela SERT 36 inscrições na região, para 67 vagas ofertadas. Duas pessoas conseguiram colocação. Os principais fatores, segundo a supervisora do PADEF, são o fato de os empregadores não perceberem como podem explorar as capacidades e competências dos candidatos, a falta de acessibilidade e, da parte do trabalhador, a desistência de participação até a conclusão do processo seletivo.

No Estado, foram 976 inscritos, 4,9 mil encaminhamentos, 345 admitidos e quase 8,2 mil vagas ofertadas no primeiro trimestre. De 1995 até o ano passado, 73,3 mil pessoas se inscreveram, 206 mil foram encaminhadas (um candidato pode ser encaminhado para mais de uma vagas), 14,9 mil conseguiram emprego e 356,6 mil vagas foram disponibilizadas.

Marinalva afima que eventos como este possibilitam a conscientização de ambas as partes. “É um ‘ trabalho de formiguinha’ para mostrar à empresa que não ela deve enxergar só a deficiência, mas a habilidade do candidato independentemente daquela limitação específica, e a este, que precisa se auto-conhecer e se capacitar como todos que procuram emprego”, diz.

Ela alerta, ainda, que a pessoa com deficiência não é “coitadinha”, como muita gente pensa. “E empregá-la não significa ter o direito de pagar salários menores: elas têm de ser de acordo com o cargo, bem como as promoções e mesmo as demissões. Não há diferença no tratamento.”

PROGRAMAÇÃO
9h – Credenciamento, distribuição de material

9h30 – Abertura – desfile de moda inclusiva

9h45 – Composição da mesa de autoridades

10h45 – Apresentação artística da cidade

11h – Marinalva Cruz: Programa de Apoio à Pessoa com Deficiência da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (PADEF/SERT)

11h15 – Yara Savine: BPC na Escola e no Trabalho – coordenação estadual do Programa de Acompanhamento e Monitoramento do Acesso e Permanência na Escola das Pessoas com Deficiência Beneficiárias do Benefício de Prestação Continuada da Assistência Social

11h30 – Luiz Carlos Lopes: Encontro sobre Violência contra Pessoas com Deficiência – Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência

11h35 – Cid Torquato e Vanilton Senatore – principais projetos da Secretaria de Estado dos Direitos da Pessoa com Deficiência

12h – Encerramento da parte da manhã

Encontro Regional sobre Violência contra Pessoas com Deficiência
14h – Painel de Abertura: Deficiência e Violência

15h – Painel: Prevenção e Enfrentamento

16h30 – Painel de Encerramento: Trabalhando em Rede

16h30 – Dúvidas e encerramento da Caravana

17h – Café

Agenda:
12/6 – Santa Fé do Sul
Local: Parque Ecológico Governador Mario Covas – Avenida Paulo Nunes s/n, Parque Villa Lobos

26/6 – Franca

31/7 – Guaratinguetá

7/8 – Mogi Mirim

28/8 – Boituva

11/9 – Santa Cruz do Rio Pardo

25/9 – Ilhabela

23/10 – Cajati

6/11 – Dracena

27/11 – Presidente Epitácio

11/12 – Valinhos

Adriana Rota (colaborou Lucas Queiroz)
Assessoria de Imprensa da Secretaria Estadual do Emprego e Relações do Trabalho (SERT/SP)