Presidente Venceslau recebe 120 bolsas da Frente de Trabalho

Nos últimos seis meses, o programa – entre implantações e complementações – alcançou 150 cidades do Estado

Na próxima quinta -feira (20), a Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT) implanta o programa Frente de Trabalho em mais uma cidade da região de Presidente Prudente. O município de Presidente Venceslau será contemplado com 120 bolsas, às 11h, no Anfiteatro Nelson Reis, que fica na Av. Pricesa Isabel, 115, no Centro.

Carlos Ortiz, secretário de Estado do Emprego, destaca que o programa “tem um caráter emergencial de apoio ao desempregado, que visa o resgate social e a restauração da autoestima”. Além disso, ele ressalta a importância dos cursos de qualificação disponibilizados, que variam de acordo com a carência de mão de obra no município. “Por meio da capacitação, o trabalhador aumenta as suas chances de empregabilidade”, completa.

Nesta ação, o investimento do Governo do Estado ultrapassa os R$ 300 mil no decorrer de nove meses. Atualmente, quatro cidades da região contam com o programa: Pacaembu, Salmourão, Tupi Paulista e Teodoro Sampaio.

Sobre o programa

Criada em 1999, a Frente de Trabalho objetiva proporcionar  qualificação profissional e renda à população desempregada e em situação de alta vulnerabilidade social. Tem duração de nove meses e 150 horas de qualificação.

Os bolsistas recebem mensalmente bolsa-auxílio de R$ 210, crédito para a compra de alimentos no valor de R$ 86 e seguro de acidentes pessoais. No período, os participantes devem prestar serviços de interesse local (quatro dias da semana – 6h/dia) e, a partir do terceiro mês, frequentar o curso de qualificação profissional oferecido pela SERT, de acordo com a necessidade do município.

Para se inscrever, é preciso ser maior de 17 anos, estar desempregado há pelo menos um ano, residir no Estado de São Paulo há no mínimo dois anos, não ter familiar participante do programa e não receber qualquer benefício social equivalente.