Secretaria implanta 420 bolsas da Frente de Trabalho no Vale do Ribeira

Sete cidades da região serão contempladas

Na próxima quinta-feira (15), a Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT) implanta 420 bolsas da Frente de Trabalho. Sete municípios do Vale do Ribeira serão contemplados.

Jacupiranga recebe 90 bolsas, a partir das 10h, em cerimônia a ser realizada no Salão Paroquial, localizado na Rua Pedro Pasquini, s/nº, Centro. Às 15h,  as cidades beneficiadas serão Barra do Turvo (66 bolsas), Eldorado (33), Sete Barras (66), Juquiá (33), Miracatu (66) e Pedro de Toledo (66). O evento ocorre na Associação Cultural e Esportiva de Registro (Antigo RBBC) – Av. Prefeito Jonas Banks Leite, 827, Centro.

“A capacitação é o principal objetivo desse projeto, que também oferece condições para que o cidadão retorne ao mercado de trabalho”, diz o secretário de Estado do Emprego, Tadeu Morais.

Com duração de 6 meses, o programa oferece renda e qualificação profissional à população desempregada e em situação de alta vulnerabilidade social. Os bolsistas recebem mensalmente bolsa-auxílio de R$ 210, crédito para a compra de alimentos no valor de R$ 86 e um seguro de acidentes pessoais. Durante o programa, os participantes devem prestar serviços de interesse local (quatro dias da semana – 6h/dia) e, no quinto dia, frequentar o curso de qualificação profissional. São 150 horas de qualificação.

Em Miracatu, o Centro Paula Souza ficará responsável pela qualificação. Nas demais cidades, o convênio foi firmado junto à AVAPE (Associação para Valorização de Pessoas com Deficiência).

Os cursos de capacitação serão definidos entre a instituição executora e o coordenador da Frente de Trabalho no município em até três semanas após a implantação do programa. Os módulos variam conforme a carência de mão de obra local.

Como participar

Para participar do programa, é preciso ser maior de 17 anos, estar desempregado há pelo menos um ano, residir no Estado de São Paulo há no mínimo dois anos, não ter familiar participante do programa e não receber qualquer benefício social equivalente.

Tadeu Inácio

Assessoria de Imprensa da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT)