SERT participa de seminário sobre futuro do trabalho

Evento faz parte das comemorações do 70º aniversário da FEA-USP

O futuro do trabalho no Brasil e no mundo foi discutido nesta segunda-feira (21), na Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP). Representantes do governo, de entidades sindicais e de empresas participaram do seminário “Diálogos Nacionais sobre o Futuro do Trabalho”, promovido pela Organização Internacional do Trabalho (OIT).

“Atualmente, 143 países estão discutindo esse mesmo assunto em todo o mundo”, disse o diretor do escritório da OIT no Brasil, Peter Poschen, na abertura do seminário. As discussões foram dirigidas pelo professor da FEA-USP Jacques Marcovitch.

A supervisora do Trabalho Decente, Letícia Mourad, participou do seminário para representar o Governo do Estado. Além dela, participaram da discussão o secretário para assuntos econômicos da União Geral dos Trabalhadores (UGT), José Roberto Cunha e do diretor-geral do Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI), Rafael Lucchesi. Ambos compuseram a mesa da “Reflexão Tripartite”.

Em sua explanação, Letícia abordou a realizações da Comissão Estadual de Emprego e Trabalho Decente para os próximos anos. “Pensando em 2030, as metas da CEETD são a qualificação profissional, a geração de empregos com igualdade de oportunidades, a erradicação das piores formas de trabalho e a geração de mais e melhores empregos”

O seminário faz parte de uma série de eventos em comemoração ao 70º aniversário da FEA-USP. Após a reflexão, a discussão seguiu com diálogos sobre desenvolvimento sustentável e as formas de trabalho para o futuro.

Agenda 2030

A Agenda 2030 tem como objetivo promover a prosperidade no planeta e entre as pessoas. Ela busca fortalecer a paz mundial, erradicar a pobreza em todas as suas formas. A parceria entre todos os países do mundo e autoridades responsáveis implementarão o plano de ação da Agenda até 2030.

Mais sobre o Trabalho Decente

O conceito de Trabalho Decente foi constituído pela OIT (Organização Internacional do Trabalho), em 1999, com base na Declaração dos Princípios e Direitos Fundamentais do Trabalho. Para a disseminação do tema, foi criada a Agenda Global de Trabalho Decente que estabelece compromissos com os países-membros. A finalidade é constituir instrumentos para a efetiva implantação de práticas de Trabalho Decente.

Sugere o sentido de dignidade do trabalho em quatro pilares estratégicos:
Princípios e Direitos Fundamentais do Trabalho, Proteção Social, Trabalho e Emprego, e Fortalecimento do Diálogo Social Tripartite.

O estabelecimento da Comissão Estadual do Emprego e Trabalho Decente cumpre o Decreto nº 59.526, de 12 de setembro de 2013.

 

Assessoria de Imprensa da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho (SERT/SP)