Sertãozinho: setores de Serviços e de Comércio foram os que mais contrataram em 2017

Apesar de registrar saldo negativo nos empregos em 2017, o mercado de trabalho de Sertãozinho apresenta alguns setores com saldo positivo, com possível recuperação, mesmo que tímida, de setores específicos.

As ocupações de alimentador de linha de produção, embalador à mão, caldeireiro de chapas de cobre, técnico de garantia de qualidade e pedreiro refratário registraram os maiores saldos positivos de contratações pelo segundo ano consecutivo, fato explicado e sabido pela dominância da indústria na economia do município.

Por outro lado, cargos intermediários e ligados à agropecuária, como inspetor de qualidade, supervisor administrativo, trabalhador na apicultura, operador de máquinas de beneficiamento de produtos agrícolas, tratorista agrícola e motorista de caminhão registraram as maiores demissões também pelo segundo ano consecutivo, demonstrando a busca incessante das empresas em diminuir custos e possíveis impactos da modernidade no campo nas contratações.

Os destaques ficam por conta dos setores de Serviços (570 novas vagas criadas) e Comércio (saldo de 152 empregos), que durante todo o ano de 2017 contrataram mais do que demitiram em funções ligadas à alimentação e vendas. O setor de Comércio apresenta resultado positivo desde 2016.

Com as perspectivas de crescimento da economia nacional, as expectativas são que em 2018 o emprego em Sertãozinho alcance estabilidade, com tendência a fechar o ano com saldo positivo.

Ismael Colosi é Diretor Regional da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Estado de São Paulo em Ribeirão Preto