Time do Emprego forma alunos no Fundo Social de Solidariedade

Edição especial do Time capacitou bolsistas do Fundo Social

Laços de amizade firmados, alegria estampada, orgulho e comemoração. Esse era o clima na formatura dos alunos do programa Time do Emprego do Fundo Social da Solidariedade, realizada nesta quinta-feira (17) no bairro de Jaguaré. A cerimônia reuniu cerca de 40 participantes, além da supervisora do programa Sandra Império e dos facilitadores, Karen Brenda e Douglas Estevão.

25236437273_8793aee7ae_z (1)

A edição do Time do Emprego no Fundo Social da Solidariedade capacitou bolsistas do próprio Fundo, que desejam aprimorar suas qualificações pessoais ou migrar para outras áreas no mercado. A nítida alegria em receber o diploma fez com que Delvita de Souza, 76, esquecesse por algumas horas os problemas que enfrenta diariamente pela falta de estudo e conhecimento. “Eu vim de uma família muito pobre, meus pais eram da roça e eu não tive oportunidade de estudar para enfrentar o mundo”. Delvita não sabe ler e escrever e conta com o incentivo e apoio da única filha para retomar os estudos. “Comecei a freqüentar o ensino médio agora, é supletivo, então saio daqui e vou para escola. A gente precisa estudar para se sentir alguém na vida, para não ser humilhado, para ter um lugar no mundo. A minha filha foi a primeira pessoa durante a minha vida que me incentivou”. A difícil condição de vida e as dificuldades que enfrenta diariamente não desanimam a participante. “Mesmo com todas as dificuldades, eu sou uma pessoa muito feliz. Minha filha faz parte dessa alegria, trabalhei muito, paguei a faculdade dela e hoje ela esta formada em RH e com emprego garantido. Quer coisa melhor para uma mãe?”, brinca. A dificuldade com a leitura e escrita não impediram dona Delvita de participar do Time do Emprego, ao contrário, lhe trouxe ainda mais motivação. “Olha, quando eu soube do curso fiquei com medo de não conseguir acompanhar, de me sentir mal, mas foi muito bom, aprendi muito e me sinto muito mais motivada para continuar estudando”, finaliza.

Durante o mês de fevereiro, os bolsistas do Fundo Social receberam orientações dos facilitadores para reciclagem profissional, aperfeiçoamento de habilidades, técnicas de direcionamento de carreira, comunicação e expressão. Ao fim do programa os resultados são: auto estima elevada, alunos estimulados e mais preparados para enfrentar o mercado de trabalho. “É gratificante ver a felicidade de vocês em receberem o diploma aqui hoje. Espero que vocês carreguem os ensinamentos que foram passados a vocês para a vida toda e em diversas situações”, relatou a supervisora do programa, Sandra Império.

A forte presença de participantes da terceira idade também foi um diferencial dos formandos. “Com a idade avançada é difícil de conseguir uma colocação no mercado, por isso decidi fazer o curso. Aqui eu percebi a quantidade de coisas que a gente tem para aprender e que nunca é tarde”, afirmou Hilda Santana, 56, participante do Time.

25236442483_9abedeb7bb_z

O evento foi encerrado pela formanda Eliana Aparecida, que relatou por meio de uma frase de Fernando Pessoa a sensação de receber o diploma. “O valor das coisas não está no tempo em que duram, mas na intensidade com que acontecem”.

Sobre o Time do Emprego

Gerenciado pela SERT, o Time do Emprego objetiva orientar o cidadão, a partir dos 16 anos, na busca por uma oportunidade no mercado de trabalho. O programa forma turmas de até 30 participantes, que funcionam como equipes, trocando experiências e aprendizado.

Durante 12 encontros – um por semana, de até três horas – os facilitadores promovem dinâmicas e demais atividades. Como redigir um currículo, vestir-se para uma entrevista e destacar as próprias qualidades em um processo seletivo são alguns dos temas abordados.

Ana Silvestre

Assessoria de Imprensa da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho