Time do Emprego: treinamento termina em clima de empolgação

São Paulo, 1 de agosto de 2016 – “Não vejo a hora de começar a próxima turma. Me animei com as novidades e estou mais motivada ainda”. Essa foi a frase que Mayumi Braga, de Borborema, disse sem hesitar quando perguntada sobre o resultado da recapacitação de facilitadores do Time do Emprego da qual participou durante toda a semana passada.

No total, 35 pessoas, de 24 municípios da Capital, Grande São Paulo e regiões de Araraquara, Franca e Ribeirão Preto – cidade que em que os encontros foram realizados, participaram. Na última sexta-feira (29 de julho), o secretário estadual do Emprego e Relações do Trabalho em exercício, Eufrozino Pereira, o coordenador de Políticas de Emprego e Renda da SERT, Pedro Nepomuceno, a supervisora do Time, Sandra Império, os diretores-regionais da Pasta em Ribeirão Preto, Ismael Colosi, e em Araraquara, Adriano Januzzi, participaram da entrega de certificados.

O evento contou, ainda, com o apoio da técnica do Time do Emprego, Edileuza Xavier, da coordenadora de treinamento da empresa parceira, a Closer, Larissa Rodrigues, e da supervisora da SERT no Poupatempo Ribeirão, Suzemir Nunes dos Santos. O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos da cidade e região, Edmilson Domingues, também marcou presença no encerramento.

28037631954_68efe52cc8_k
A facilitadora Márcia Massaro, de Ribeirão, era uma das mais empolgadas. O clima de descontração, aliás, foi a marca do evento. Há um ano e meio na função, ela classificou como “enriquecedor” o encontro. “Isso nos fortalece e traz energia. Adquirimos mais conhecimento para passar para os participantes, transmitindo mais segurança. Outro ponto positivo foi o enfoque no empreendedorismo, importante mesmo que a pessoa não queira ter o próprio negócio.”

A colega Adriana Diosdado, facilitadora há dois anos, também estava satisfeita com o resultado. “O mais importante, para mim, foi a questão da atualização de currículos e entrevistas (tópicos que na metodologia do Time estão enquadrados nas ‘Competências Pessoais’), assim como as dinâmicas que ensinaram a ‘olhar para dentro’”, disse.

Sandra agradeceu ao Governo do Estado pelo apoio ao programa, que teve grande expansão a partir de 2011; ao titular da SERT, José Luiz Ribeiro, ausente por motivo de férias; a Pereira, “pelo seu apoio incondicional e por estar sempre presente”; e a Nepomuceno, responsável pela coordenação à qual pertence o Time, “pelo apoio e confiança”. Também era só gratidão aos facilitadores. “Sem vocês, não aconteceria. São pessoas especiais. Quero agradecer, de coração, pelo esforço. Estamos juntos nessa e vamos crescer ainda mais.”

Januzzi, recém-chegado à equipe SERT, ressaltou que o caminho da ética e da moralização política “tem de vir dos jovens” e o trabalho do Time contribui nisso. “Que vocês continuem com essa alegria, confiança e comprometimento. Certamente, serão sempre lembrados pelas pessoas que participam do programa. Que conquistem mais alegrias a cada pessoa que ajudarem a formar”, afirmou.

Colosi salientou que a meta de realizar dez times na regional este ano já foi superada: são 14, além das turmas da Fundação Casa. Falou também no sucesso na reinserção no mercado de trabalho, na casa dos 70%. “São estas pessoas (os facilitadores) que conseguem derrubar as barreiras diárias. São eles que conseguem motivar a continuarem na luta. Deixaram suas famílias por uma semana para poderem se capacitar e ajudar ainda mais”, elogiou.

Nepomuceno destacou o empenho de Sandra e relembrou seu tempo de metalúrgico. “Hoje ocupo cargo numa Secretaria de Estado. Até 2003, estava apertando parafuso. Quantos Pedros estão por aí querendo agarrar uma oportunidade?”. Ele enfatizou, no entanto, que o maior problema, por vezes, é outro. “A autoestima fica tão baixa… quem já ficou desempregado sabe como é complicado. E são estas pessoas que passam nossa mensagem para quem está na vulnerabilidade e precisam de amor, carinho, atenção.”

Pereira levou os cumprimentos em nome do governador Geraldo Alckmin e de Zé Luiz. Elogiou o afinco de Sandra e sua “bagagem de conhecimento”. “São Paulo é o Estado que mais emprega nos períodos de ascensão, mas na queda é o que mais desemprega. E quando perde o trabalho, a pessoa fica desnorteada. É preciso ter condições de atender esse trabalhador. A responsabilidade de vocês é muito grande, porque são nossos representantes nas diversas regiões. Sabemos que boa parcela são mães e pais, doidos para voltar para casa, mas acredito que aproveitaram muito”, concluiu.

Mais sobre o programa
O Time do Emprego tem o objetivo de orientar e preparar o trabalhador na busca de um emprego compatível com seus interesses, habilidades e qualificação profissional. Desde sua criação, em 2001, até dezembro de 2015, o Time já beneficiou quase 52 mil pessoas. Foram quase 1,9 mil turmas no Estado e mais de 20 mil pessoas inseridas no mercado de trabalho.

Assessoria de Comunicação/SERT
Texto:
Adriana Rota
Fotos: Paulo Cesar Rocha
*veja mais imagens: http://bit.ly/2aKhm2W